Churrasco à francesa

Churrasco à francesa

Equipe europeia domina a partida e derrota Honduras em Porto Alegre com grande exibição de Benzema. Resultado encerra um jejum de vitórias dos Bleus em mundiais que durava desde 2006. Falha no sistema de som do Beira-Rio impede execução dos hinos

postado em 16/06/2014 00:00
 (foto: Juan Barreto/AFP)
(foto: Juan Barreto/AFP)

Porto Alegre ; Benzema teve uma tarde inspirada em Porto Alegre e foi o principal nome da vitória por 3 x 0 da França contra Honduras. O atacante do Real Madrid balançou a rede duas vezes ontem e ainda foi responsável pelo chute que acabou em gol contra do arqueiro Noel Valladares. As curiosidades ficaram por conta da não execução dos hinos ; devido a problemas no sistema de som do Estádio Beira-Rio ; e do uso da tecnologia para confirmar o segundo gol francês.

Para Benzema, a estreia não podia ser melhor. ;Realmente, nós nos esforçamos e soubemos aproveitar as oportunidades;, afirmou o goleador. ;É minha primeira Copa, e todos nós estamos satisfeitos com esse resultado, pois o mais importante era ganhar o jogo.;

A França volta a triunfar em mundiais após cinco jogos. Desde a semifinal de 2006, a equipe não ganhava um confronto em copas. Do outro lado, Honduras segue sem ganhar uma partida do torneio, em sete disputadas. A tarde foi bem negativa para a seleção latino-americana. Até a bandeira do país sofreu um problema no hasteamento e acabou retirada pela Fifa durante o segundo tempo.

As duas seleções voltam a campo na próxima sexta-feira. Os hondurenhos enfrentarão o Equador em Curitiba, na Arena da Baixada, e os franceses vão encarar os suíços na Fonte Nova, em Salvador, no confronto de líderes da chave.

Em Porto Alegre, Honduras começou o jogo animada com o apoio do público, mas a empolgação não durou nem 10 minutos. Logo, a França dominou o meio-campo e passou a criar oportunidades, balançando a rede no fim do primeiro tempo. No começo da etapa final, o polêmico gol contra de Valladares ampliou a vantagem francesa, aumentada mais tarde por Benzema.

Expulsão
Aos 44 minutos do primeiro tempo, a casa hondurenha começou a cair. Pogba recebeu lançamento na área e foi derrubado por Wilson Palacios. Pênalti com direito à expulsão para o volante de Honduras, que já tinha cartão amarelo. Benzema tirou o goleiro da foto e abriu o placar para os franceses. Nos acréscimos, os franceses quase ampliaram: Valbuena cobrou falta lateral direto para o gol, e Valladares espalmou.

Logo no início do segundo tempo, a França ampliou. Aos dois minutos, Cabaye cruzou, e Benzema chutou de primeira. A bola bateu na trave, no goleiro Valladares e entrou, sem tocar as redes. Abatido, o time hondurenho seguiu sendo pressionado e só assustou o oponente aos 22 minutos, em chute fraco de García dentro da área, defendido por Lloris.

Aos 27, o terceiro gol francês: após escanteio, Debuchy chutou cruzado, a bola bateu na zaga e sobrou para Benzema estufar as redes. Com a larga vantagem francesa, o jogo caiu de ritmo nos minutos finais.


Tira-teima em ação
A tecnologia de linha do gol mostrou que a bola não havia cruzado a linha num primeiro momento, mas, sim, na sequência do lance. A dificuldade em discernir o que houve criou polêmica após o lance ser repetido no telão do Beira-Rio. No fim, revendo o vídeo, o árbitro Sandro Meira Ricci confirmou o gol de forma correta, anotando gol contra de Valladares.


Superioridade sem discussão
Ao falar sobre o jogo, o treinador Luis Suarez lamentou o cartão vermelho recebido por Palacios, mas admitiu a superioridade dos franceses ao longo dos 90 minutos da partida: ;Foi um jogo normal. Quando tem uma expulsão de um jogador de forma tão rápida, fica difícil atacar com 10 para fazer gols, mas a França jogou melhor do que nós e merecia a vitória;.


"É minha primeira Copa, e todos nós estamos satisfeitos com esse resultado, pois o mais importante era ganhar o jogo;
Benzema, atacante da França


Saiba mais

Homenagem a Fernandão

A pane no sistema de som do Beira-Rio não atrapalhou somente a execução dos hinos das duas seleções. Sem a possibilidade de homenagear Fernandão com um minuto de silêncio, os torcedores do Internacional, maioria no estádio, gritaram o nome do ídolo, morto em um acidente de helicóptero no último dia 6.


FICHA TÉCNICA
FRANÇA 3 X 0 HONDURAS

Árbitro: Sandro Meira Ricci (BRA)
Assistentes: Emerson de Carvalho (BRA) e Marcelo Van Gasse (BRA)
Cartões Amarelos: Evra, Pogba, Cabaye (França) Garrido, Palacios e García (Honduras)
Cartão Vermelho: Palacios (Honduras)
Gols: França: Benzema (pênalti), aos 43 minutos do primeiro tempo, e aos 27 minutos do segundo tempo; e Valladares (contra), aos 2 minutos do segundo tempo
Público 43.012 presentes

FRANÇA: Lloris; Debuchy, Varane, Sakho e Evra; Cabaye (Mavuba), Matuidi e Pogba (Sissoko); Valbuena, Griezmann e Benzema (Giroud)
Técnico: Didier Deschamps

HONDURAS: Valladares, Beckeles, Figueroa, Bernárdez (Chavez) e Izaguirre; Andy Naja (Claros), Garrido, Wilson Palacios e Espinoza; Costly e Bengston (García)
Técnico: Luis Fernando Suárez







Tags

Os comentários não representam a opinião do jornal e são de responsabilidade do autor. As mensagens estão sujeitas a moderação prévia antes da publicação