Apego ao histórico

Apego ao histórico

postado em 26/06/2014 00:00

Teresópolis (RJ) ; A Seleção Brasileira é apontada como favorita na Copa e, se levarmos em conta o desempenho nas oitavas de final dos últimos torneios, então, o torcedor já pode começar a pensar na próxima fase.

Desde 1986, no México, quando a fórmula atual foi introduzida, o Brasil sofreu apenas um revés, em 1990, na derrota por 1 x 0 para a Argentina. Nas demais edições, teve os jogos mais tranquilos, com goleadas em quatro ocasiões, sendo duas justamente contra os chilenos (veja quadro).

A partir das 13h de sábado, o Chile será o adversário que o técnico Luiz Felipe Scolari mais enfrentou nas duas passagens à frente do Brasil. Vai superar México, Paraguai, Bolívia e Inglaterra, oponentes em três oportunidades cada.

Entre as partidas contra os chilenos, uma foi justamente no palco do confronto deste sábado, o Mineirão. Em 24 de abril do ano passado, usando apenas jogadores que atuavam no país, o Brasil ficou no 2 x 2, em amistoso na capital mineira. Daquele time, apenas o volante Paulinho disputa a Copa. Ele foi titular naquela oportunidade, mas, desta vez, corre o risco de perder a vaga para Fernandinho.

Em comparação com o Brasil que entrou em campo na Copa da África do Sul em 2010, quando despachou o Chile por 3 x 0 nas oitavas, a Seleção de hoje tem quatro remanescentes. O goleiro Júlio César e o lateral-direito Daniel Alves, que atuou no meio, vão começar jogando no sábado, salvo algum imprevisto. Já o lateral-direito Maicon e o volante Ramires, titulares há quatro anos, ficam no banco de reservas. (PG)


O início do mata-mata
Confira o desempenho do Brasil nas oitavas de final das últimas sete Copas

Edição Confronto
2010 Brasil 3 x 0 Chile
2006 Brasil 3 x 0 Gana
2002 Brasil 2 x 0 Bélgica
1998 Brasil 4 x 1 Chile
1994 Brasil 1 x 0 Estados Unidos
1990 Brasil 0 x 1 Argentina
1986 Brasil 4 x 0 Polônia

Tags

Os comentários não representam a opinião do jornal e são de responsabilidade do autor. As mensagens estão sujeitas a moderação prévia antes da publicação