Intervalo para fazer campanha

Intervalo para fazer campanha

Isabella Souto
postado em 21/08/2014 00:00
 (foto: Ichiro Guerra/Divulgação)
(foto: Ichiro Guerra/Divulgação)

Belo Horizonte ; Na primeira visita à capital mineira desde o início da campanha, a presidente Dilma Rousseff (PT) ; que disputa a reeleição ; se limitou a uma agenda fechada, em que nem a imprensa teve acesso liberado. Durante cerca de três horas, a petista cumpriu um compromisso que sua assessoria classificou como oficial: visitou as instalações da unidade do Senai-MG, no Bairro Horto. E aproveitou para fazer imagens para a propaganda de televisão em que será abordado o Programa de Ensino Tecnológico (Pronatec), lançado no seu governo. Em seguida, já como candidata, concedeu uma entrevista coletiva a jornalistas. Na dúvida sobre as restrições da legislação eleitoral, a assessoria de Dilma afirmou que os custos da viagem, tais como transporte aéreo e rodoviário e alimentação da sua equipe, foram bancados pelo PT.

Acompanhada do ministro da Educação, Henrique Paim; do candidato a governador de Minas, Fernando Pimentel (PT); do ex-ministro Walfrido dos Mares Guia ; coordenador da campanha no estado ;; e do presidente da Federação das Indústrias de Minas Gerais (Fiemg), Olavo Machado, Dilma percorreu as instalações das quatro escolas da unidade ; os centros automotivos, tecnológico de eletrônica (Cetec), de comunicação, design e tecnologia gráfica (Cecoteg) e de moda (Modatec). Por onde passou, conversou com professores, estudantes e fez várias fotos, inclusive algumas selfies. O objetivo da visita, segundo a própria presidente, foi comemorar a marca de 8 milhões de matrículas no Pronatec em todo o país, conquistada recentemente. Em Minas Gerais, são 799,7 mil estudantes em 626 municípios. A meta do Planalto é atingir 20 milhões de matrículas até 2018.

Ao afirmar que o Pronatec é uma das realizações do governo e que este é o momento de mostrar os avanços do país, a presidente Dilma ressaltou que o programa trouxe novas perspectivas para a juventude brasileira e representa mais uma etapa para o Bolsa Família, programa de distribuição de renda implementado no governo Luiz Inácio Lula da Silva (PT). ;As pessoas passam a ter uma oportunidade de se qualificar e, com o suor do seu rosto, ganhar um salário melhor. Essa história que quem recebe o Bolsa Família vira preguiçoso é conversa de quem não entende do que se trata;, afirmou Dilma.

Em relação à indicação da ex-ministra do Meio Ambiente Marina Silva (PSB) para substituir o ex-governador Eduardo Campos na chapa presidencial socialista e o empate apresentado entre as duas em pesquisas de opinião em um eventual segundo turno, a presidente afirmou que não dá opinião sobre adversários e não comenta pesquisas.

AGENDA
DILMA ROUSSEFF
A petista Dilma estará na Região Nordeste, onde gravará imagens para o horário eleitoral, a partir de meio-dia. A assessoria preferiu não fornecer mais detalhes

AÉCIO NEVES
Cumpre agendas na Paraíba e no Rio Grande do Norte. A visita começa às 12h45 na fábrica da Guararapes, no município de Extremoz, na região metropolitana de Natal (RN). À noite, percorre o sertão paraibano, nas cidades de Pombal e Patos

MARINA SILVA
Reunião dos partidos coligados às 10 no PSB, em Brasília. À tarde, Marina voa para São Paulo para gravar o programa eleitoral

Tags

Os comentários não representam a opinião do jornal e são de responsabilidade do autor. As mensagens estão sujeitas a moderação prévia antes da publicação