ARI CUNHA

ARI CUNHA

Desde 1960

Visto, lido e ouvido aricunha@dabr.com.br com Circe Cunha / circecunha.df@dabr.com.br
postado em 01/01/2015 00:00


Posse blindada
Para um governo que se autointitula popular, soa estranho, para dizer o mínimo, o fortíssimo e inusitado aparato armado em torno da presidente Dilma para mantê-la blindada e afastada das pessoas que irão à festa de posse na Esplanada dos Ministérios. Quilômetros de cercas de isolamento foram armadas ao longo de todo o trajeto da cerimônia. Além disso, 4 mil agentes de segurança, divididos entre Exército, Marinha, Aeronáutica e Fuzileiros Navais, Polícia Federal, Polícia Civil, Polícia Militar, Corpo de Bombeiros, agentes do trânsito, e seguranças da própria Presidência, estarão a postos para manter a presidente reeleita sob constante vigilância e cobertura para qualquer eventualidade. As forças de segurança atuarão em terra e no ar não só nas áreas próximas à solenidade, mas também nas regiões que dão acesso ao cerimonial, onde serão montadas barreiras de controle rígidas. Além disso, durante todo o trajeto, Dilma será escoltada por motociclistas e agentes de segurança montados a cavalo. Com um esquema de proteção desse nível, quem for à solenidade pretendendo ver, ao vivo, a presidente em desfile de carro aberto, corre o risco de ficar, como se diz, ;a ver navios;. O esquema de proteção, beirando à paranoia, tem uma explicação prosaica: o medo das manifestações e dos protestos que estariam sendo armados por núcleos oposicionistas. Para garantir que não haja manifestantes indesejados, o Partido dos Trabalhadores cuidou de reerguer a festa de passagem do ano, já cancelada pelo GDF, por motivos óbvios, providenciando, às pressas, shows com artistas populares. Também foi acertado, não se sabe a que custo, caravanas com centenas de ônibus lotados de militantes, arregimentados para a grande posse. A intenção dos organizadores da ;festa popular; é lotar a Esplanada e, com isso, espancar, digo espantar, qualquer manifestação contrária. Festa popular, nesses tempos bicudos, tem que ser assim mesmo, com gente paga e cassetetes por todo lado. Quem for insano de se dizer contra que entre num bailão deste.

A frase que foi pronunciada
;Estamos em processo de inflação legislativa. Isso é o que tira a credibilidade das leis.;
Dr. Rogério Greco, procurador do
Ministério Público de Minas Gerais

Ilumina
; Luz para Todos ganha aporte financeiro até 2018. O programa foi prorrogado pela presidente Dilma, depois de ter acesso à pesquisa de impacto social e econômico. Dos atendidos com a energia 92,9% disseram que a vida melhorou.

Transformação
; Do ;nem que a vaca tussa; ao corte nos direitos trabalhistas, auxílio-doença, PIS e seguro-desemprego sofrem mudanças que favorecem o governo. Nelson Barbosa, ministro do Planejamento, é quem assume a proeza.

Convencimento
; Agora que o preço do petróleo está baixando no mundo, todos os custos no Brasil continuam a subir. É preciso mudar os argumentos urgente!

Poço
; A Hemobras (Empresa Brasileira de Hemoderivados e Biotecnologia) tem o capital social aumentado em R$ 100 milhões. Vale lembrar que a Hemobras foi laureada com dois prêmios. Na área de saúde, a Medalha do Mérito Hemope é o reconhecimento pela parceria com a Fundação Hemope, e a outra pela eficiência logística como Importador Destaque dado pela Infraero.

Esse não!
; Protestos entre os atletas continuam. A ONG Atletas para o Brasil criticou a nomeação para o Esporte. Contra o deputado Hilton assinam a indignação: Ana Moser, Bernardinho, Dunga, Fernando Scherer, Kaká, Oscar Schmidt, Hortência, Paula, Gustavo Borges, Paulo André, Raí, Rogério Ceni, Rubens Barrichello, Fernando Meligeni.

Pra quê?
; ;Me diz uma coisa que a CPI tenha apurado que os órgão de controle já não tivessem investigando. Não vejo necessidade de outra CPI, porque esses órgãos continuam atuando;, afirmou. ;Toda e qualquer investigação por essas instituições deve ser feita com transparência e quem for culpado deve ser punido.; Essa é a opinião do ministro indicado para as Minas e Energia, deputado Eduardo Braga.

Acredite se quiser
; Enquanto os professores do DF entram no cheque especial por não receberem o salário, ressoa no pensamento a frase do futuro ministro da Educação, Cid Gomes: ;Quem está atrás de riqueza, de dinheiro, deve procurar outro setor e não a vida pública;.

História de Brasília
Já destruíram as casas dos engenheiros que construíram o Hotel e o Alvorada. São aquelas casas de madeira, que ficam à margem do caminho do Hotel de Turismo. Não derrubaram, entretanto, as duas casa que atrapalham o asfalto a caminho do Iate Clube de Brasília. (Publicado em 3/8/1961)


Tags

Os comentários não representam a opinião do jornal e são de responsabilidade do autor. As mensagens estão sujeitas a moderação prévia antes da publicação