Babulina, o queridinho da noite brasiliense

Babulina, o queridinho da noite brasiliense

postado em 19/03/2015 00:00
 (foto: Gabriela Cerqueira/Divulgação)
(foto: Gabriela Cerqueira/Divulgação)



Quando o Criolina começou a bombar, em 2005, a música mais pedida pelo público era O telefone tocou novamente, clássico da obra de Ben Jor. ;A gente cansava de tanto tocar;, recorda-se o DJ Rodrigo Barata, integrante do coletivo. Para ele, Ben Jor é obrigatório em qualquer festa que se dedica à música brasileira. Barata discoteca às sextas, no Pinella (408 Norte), e garante que as canções do carioca são sempre requisitadas.

Produtor da festa Melanina, cuja próxima edição ocorre neste sábado, Pedro Batista afirma que todos os eventos com sua assinatura tem Jorge. ;O samba rock é uma vertente muito importante da black music nacional. Ele traz o suingue como ninguém;, opina.

Há 10 anos (o primeiro show foi em 13 de setembro de 2005), a banda Salve Jorge se tornou a principal referência para os amantes da música de Ben na capital federal. Mesmo que o grupo esteja atualmente em marcha lenta, eles planejam um show especial para o mês de aniversário. ;Posso dizer, com toda a certeza, que não há nenhum artista que tenha passado por Jorge Ben Jor sem ter sido influenciado por ele, do Mundo Livre S/A ao Monobloco;, opina o vocalista Leo Goulart. ;Ele é o artista mais importante da música brasileira. Vários momentos marcaram, mas passaram. Ele não.;

A ideia original era prestar um tributo a Tim Maia, mas, para preencher o repertório, a banda Mundo Racional resolveu colocar no set list artistas de épocas e estilos parecidos. Nessa toada, entraram Toni Tornado, Banda Black Rio e, claro, Jorge Ben Jor. ;Chove chuva, Bebete vãobora e W/Brasil são algumas das que não podem faltar;, cita o tecladista Felipe Portilho. O próximo show do Mundo Racional é no dia 20 de abril, no Novo Calaf (Setor Bancário Sul). Quem também coloca Jorge e Tim no mesmo balaio é o pessoal da festa Q Beleza, uma das novidades das noites candangas. Em 2 de abril, ocorrerá uma homenagem aos dois ídolos, sob a batuta do Quarteto São Jorge, também no Calaf. (GS)

Tags

Os comentários não representam a opinião do jornal e são de responsabilidade do autor. As mensagens estão sujeitas a moderação prévia antes da publicação