Temer minimiza novas CPIs

Temer minimiza novas CPIs

postado em 01/08/2015 00:00

O vice-presidente da República, Michel Temer, disse ontem ver ;sem nenhuma preocupação; que a oposição e o PMDB assumam o controle das próximas CPIs, que devem investigar as operações do BNDES e os fundos de pensão ligados a estatais. Presidente nacional do PMDB e hoje responsável pela articulação política do governo, Temer disse acreditar na responsabilidade dos partidos opositores.

;Tenho absoluta convicção de que a oposição também tem preocupações com o país. Se a oposição estiver presente, como certamente estará pelo critério da proporcionalidade, eu sei que eles são tão responsáveis como os membros da situação;, disse Temer, ao deixar um evento na capital paulista.

O presidente da Câmara, Eduardo Cunha (PMDB-RJ), sinaliza que entregará a presidência e a relatoria das comissões ao PMDB e a partidos de oposição. ;A preocupação hoje não é governo, contra o governo ou a favor do governo, a preocupação é com o país;, disse. ;O que o Brasil precisa é de equilíbrio e de moderação. Temos que pensar o país.;

Questionado se sua fala de ;unidade; para o PMDB crescer era algum tipo de indireta para Cunha, que anunciou rompimento pessoal com o governo, Temer negou. ;Esse diálogo eu tenho tido com vários setores, mesmo setores políticos, da oposição. Eu verifico que todos têm preocupação com o país;, respondeu.

Pauta-bomba

Temer disse que a reunião da presidente Dilma Rousseff com governadores na quinta-feira foi positiva para conter o avanço da pauta-bomba no Congresso. ;A chamada pauta-bomba são valores que, aplicados na União, repercutem nos Estados. Tive a oportunidade de dizer que, acima dos interesses dos estados está o interesse do país. Certas questões não são questões de governo, são questões de Estado;, disse, ao comentar que os administradores estaduais compreenderam a importância de ajudar na interlocução com os parlamentares.


Tags

Os comentários não representam a opinião do jornal e são de responsabilidade do autor. As mensagens estão sujeitas a moderação prévia antes da publicação