PM resgata lobo-guará no SIA

PM resgata lobo-guará no SIA

O bicho se escondeu em uma fábrica de asfalto e chamou a atenção dos funcionários, logo no início da manhã. Homens do Batalhão de PM Ambiental levaram quase 30 minutos para colocá-lo em uma jaula. Será avaliado e solto no cerrado

» PALOMA SUERTEGARAY
postado em 01/08/2015 00:00
 (foto: Ed Alves/CB/D.A Press)
(foto: Ed Alves/CB/D.A Press)

Um visitante inusitado surpreendeu os funcionários de uma fábrica de asfalto no Setor de Indústria e Abastecimento (SIA) na manhã de ontem. Enquanto os primeiros trabalhadores chegavam ao local, por volta das 7h, um lobo-guará atravessou o portão da propriedade e se escondeu atrás de entulhos. O alvoroço foi grande. Um grupo de curiosos se reuniu para observar o trabalho do Batalhão de Polícia Militar Ambiental (BPMA). Segundo os PMs, o animal, provavelmente, fugiu de um parque próximo, devido às recentes queimadas, e buscou refúgio no galpão.
O lobo-guará adulto mede pouco menos de 1m. ;Ele passou bem rápido, acho que devia estar assustado. Eu nunca tinha visto um bicho da espécie tão de perto. Não fiquei assustado, mas despertou a minha curiosidade;, contou o almoxarife do estabelecimento, Alex Pereira da Silva, 25 anos. Quando o vendedor comercial Carlos Vieira da Silva, 51, soube do animal, orientou os colegas de trabalho a chamarem a polícia. ;Eu tenho medo de animais, então, preferi nem chegar perto;, explicou.

O bicho se escondeu em um dos cantos do terreno, entre o muro da fábrica e uma pilha de material de construção. Quando os PMs chegaram, ele ficou deitado entre os entulhos, apenas observando a movimentação. Uma equipe com três militares participou da operação. Para evitar que o lobo fugisse, eles montaram uma armadilha, com uma jaula e uma chapa de metal, e se aproximaram dele lentamente, cercando-o por todos os lados. ;Procuramos fazer o recolhimento com calma para o lobo não ficar mais nervoso nem acabar se machucando;, detalhou o sargento Israel Vitorino.


Com a movimentação, o lobo-guará latiu e grunhiu. Com a ajuda de redes, os policiais o colocaram dentro da jaula. Não foi necessário usar tranquilizantes. O resgate demorou quase 30 minutos. ;Ele não apresenta nenhuma ferida e parece bem saudável;, comentou o policial militar.

Durante a operação, funcionários da fábrica ficaram em volta dos PMs. Filmaram e tiraram fotos. Alguns, inclusive, subiram no muro para conseguir um ângulo melhor. Finalmente recolhido, o bicho foi acomodado na parte de trás da caminhonete do BPMA, ainda nervoso. Ele será encaminhado ao Centro de Triagem de Animais Silvestres para, depois, ser solto na mata.

Seca
O sargento Vitorino alerta que, caso alguém encontre um animal silvestre em área urbana, é importante não se aproximar e acionar a polícia ambiental de imediato (veja Denuncie). ;Também não se deve jogar pedras ou tentar dar comida. Animais dessa espécie (lobo-guará) são perigosos, principalmente, quando estão assustados. Eles têm uma mordida forte e podem machucar;, esclareceu o militar (leia Para saber mais).

O policial acrescentou que esse não foi o primeiro lobo-guará resgatado nesta semana. ;Alguns dias atrás, encontramos outro bastante ferido, com as duas patas quebradas, depois de ser atropelado. É bem comum que eles se aventurem para fora da mata nesta época do ano;, afirmou. O lobo-guará estava perto da Cidade Digital, na Granja do Torto. Entre os bichos que o BPMA costuma resgatar com mais frequência durante a estação da seca, estão ouriços-cacheiros, guaxinins e saruês.


Símbolo do cerrado

Ameaçado de extinção, o lobo-guará ou lobo-vermelho é um dos animais símbolos do cerrado. Com patas longas e negras, cabeça alongada e orelhas grandes, a espécie chama a atenção pela beleza do porte e do pelo avermelhado. Os lobos-guarás se alimentam de roedores, aves, répteis, insetos, moluscos e frutas silvestres. Eles alcançam entre 74cm e 87cm de altura e até 1,3m de comprimento, com cauda de até 40cm. Os adultos chegam a pesar 30kg.


Denuncie

O telefone do Batalhão de Polícia Militar Ambiental (BPMA) é 3910-1965. Também é possível ligar diretamente para a central da Polícia Militar do Distrito Federal, pelo 190.


Tags

Os comentários não representam a opinião do jornal e são de responsabilidade do autor. As mensagens estão sujeitas a moderação prévia antes da publicação