Sr. Redator

Sr. Redator

Cartas ao Sr. Redator devem ter no máximo 10 linhas e incluir nome e endereço completo, fotocópia de identidade e telefone para contato. E-mail: sredat.df@dabr.com.br

postado em 17/08/2015 00:00

Sem parentesco

No último dia 11, o ex-presidente Lula, mais uma vez, mentiu ao falar que Dilma é nossa mãe. Ela não é minha mãe, irmã, tia, avó ou prima. Ela é simplesmente a presidente da República. Simplesmente por ela ser a presidente é que estamos de saco cheio de tanta corrupção, roubalheira, da famosa frase ;não sei, não vi, foram eles;. Lula deveria fazer um favor a ele mesmo: assumir os próprios erros e pedir perdão ao povo. Ele é culpado da situação que estamos enfrentando, decorrente dos desmandos dos 8 anos de governo e mais 4 da Dilma. Tenho dó dessa senhora. Ela poderá ter um enfarte a qualquer hora. O PT montou na estrutura do governo uma máfia e, agora, Lula diz que a culpa é dos outros. Ele deveria, pelo menos uma vez, assumir a responsabilidade e, como homem, dizer a verdade. Os petistas comandaram o mensalão, o petrolão, o eletrolão e muitos outros ;ãos; e ficam, com a cara limpa, jogando a culpa nos outros. O povo já sacou qual é a do Lula.
; Edílio Carlos de Camargo,
Núcleo Bandeirante

Consumo

De repente estamos todos endividados e inadimplentes ; ao menos a maioria de nós, brasileiros comuns, sem mansões, nem iates, nem casas em Miami. Estamos assim porque fomos conclamados, tempos atrás, a consumir. Lembram? Comprem carro. Troquem a geladeira. Comprem tevê plana. Acreditamos que a miséria tinha sido liquidada no país e éramos todos da classe média. Prazos tentadores, juros generosos. E, agora, a surpresa: as dívidas. Passamos a endividados e inadimplentes porque obedecemos a quem nos conclamava a gastar, e, possivelmente, seremos ou já somos desempregados na realidade.
; Renato Mendes Prestes,
Águas Claras

Reforma ministerial

A presidente está sofrendo as consequências do esfacelamento da base aliada no Congresso ; principalmente na Câmara dos Deputados ;, em razão de não ter atendido aos pedidos de nomeação dos afilhados dos parlamentares para o segundo escalão. Ela sempre combateu o toma lá dá cá, prato principal do cardápio parlamentar e, agora, está sendo vítima. Em 2001, quando Lula foi eleito pela primeira vez, a sociedade estava perplexa com a troca de dossiês de corrupção, entre Antônio Carlos Magalhães e Jader Barbalho, no Congresso, optando assim, por trocar os agentes políticos nas próximas eleições. A reforma ministerial é necessária, e deve ser grande oportunidade para a reorganização da base aliada, fortalecendo o governo a continuar sólido nos próximos três anos e meio que lhe restam no Planalto. Em 2015, nós, brasileiros, estamos completando trinta anos ininterruptos de vigência da democracia, uma das maiores do mundo.
; Adonias Pereira Filho,
Planaltina

Lava-Jato

A vida as vezes é cruel com o ser humano. A Operação Lava-Jato desencadeou uma série de prisões de figurões que jamais pensariam estar atrás das grades. Mas muitas perguntas martelam minha mente. Por que esses seres humanos praticam essas picaretagens? Por que esses meliantes destroem famílias? Fico a me perguntar: Meu Deus, como estão as esposas, os filhos, os parentes dos indivíduos que receberam propinas para nunca mais serem pobres? E a honra, a ética, a moral? Triste, porque talvez nunca os tiveram. São pessoas simpáticas. Outras barrigudas, talvez pelo fato de comerem lagosta, salmão ou até mesmo caviar. Lastimável mesmo. Um dia eles irão se perguntar o porquê de estarem comendo ovo com pão em cadeias que o ministro da Justiça, José Eduardo Cardozo, reconhece como verdadeiras masmorras.
; José Monte Aragão,
Condomínio Alto da Boa Vista


Tags

Os comentários não representam a opinião do jornal e são de responsabilidade do autor. As mensagens estão sujeitas a moderação prévia antes da publicação