Curtas - 20

Curtas - 20

postado em 13/09/2015 00:00
; Médium
João de Deus continua internado

O médium João de Deus, 73 anos, conhecido nacionalmente e internacionalmente por realizar cirurgias espirituais em Abadiânia (GO), no Entorno do Distrito Federal, teve alta hospitalar adiada. A previsão inicial era de que ele deixasse o Hospital Sírio-Libanês, em São Paulo, neste fim de semana, mas, segundo a assessora de imprensa do líder espírita, Edna Gomes, a equipe médica preferiu mantê-lo em observação por mais alguns dias. ;Ele precisa desse descanso. Passou 65 anos atendendo de forma ininterrupta, mas o corpo precisa de um repouso;, justificou. Ele operou uma hérnia no aparelho digestivo, depois de dar entrada na unidade para fazer uma bateria de exames rotineiros. A nova previsão de alta é na semana que vem.


; 113 anos de JK
MEMORIAL INICIA OBRA DE MODERNIZAÇÃO

Mais de 100 pessoas participaram de uma cerimônia no Memorial Juscelino Kubitschek que comemorou a data de aniversário do ex-presidente, ontem, quando completaria 113 anos. Com a presença do governador do DF, Rodrigo Rollemberg, a neta do fundador da capital, Anna Christina Kubitschek, deu início às obras de modernização no espaço. O projeto prevê intervenções no museu para visam garantir a acessibilidade, além de torná-lo mais interativo, com o intuito de atrair o público jovem. Vídeos em 3D, totens interativos, imagem virtual holográfica em tamanho real de JK apresentando as metas de seu governo como presidente da República, entre outras atrações, são algumas das novidades.


; Gama
Homem morre afogado em piscina

Um homem de 54 anos morreu afogado ontem de manhã. Ele estava em um clube, no Setor Sul do Gama. Por volta das 9h50, o Corpo de Bombeiros foi acionado. Militares fizeram a reanimação cardiopulmonar, até a chegada da aeronave com o suporte médico avançado, mas o homem não resistiu. É o segundo caso de afogamento no Gama em menos de um mês. Em 20 de agosto, um adolescente de 16 anos morreu afogado em uma piscina de pesque e pague abandonado, no Setor Oeste.


; Dano a patrimônio
Médico é preso em hospital

Um médico de 65 anos quebrou um relógio de ponto biométrico no Hospital Regional do Paranoá (HRPa) no início da tarde de ontem. Segundo a Polícia Militar, o profissional chegou à unidade de saúde por volta das 13h30 e tentou registrar a entrada, mas a máquina não teria lido a impressão digital dele. Alterado, ele deu vários murros na máquina e a quebrou. De acordo com testemunhas, houve tumulto e atendimentos foram prejudicados. Os policiais militares foram acionados por um vigilante. Os PMs encaminharam o médico à 6; DP (Paranoá). Ele acabou autuado por dano ao patrimônio público. O médico assinou um termo circunstanciado e vai responder o processo em liberdade. A Secretaria de Saúde do DF informou que a direção do HRPa irá abrir processo administrativo, a ser encaminhado à corregedoria da pasta. Ninguém revelou a identidade do médico.






Tags

Os comentários não representam a opinião do jornal e são de responsabilidade do autor. As mensagens estão sujeitas a moderação prévia antes da publicação