Colorado impede o recorde do Corinthians

Colorado impede o recorde do Corinthians

postado em 17/09/2015 00:00

O Corinthians não conseguiu chegar aos 18 jogos de invencibilidade, que representariam um recorde no Brasileirão por pontos corridos. Ontem, a equipe do técnico Tite conheceu a primeira derrota após 17 partidas. O algoz foi o Internacional, que ganhou de virada, no Beira-Rio, por 2 x 1. Réver e Valdívia marcaram os gols colorados, e Malcom fez o do Timão.

A derrota em Porto Alegre não altera a vantagem do Corinthians na luta pelo título. A equipe paulista mantém os cinco pontos de vantagem para o Atlético-MG, que perdeu para o Santos, mas vê o Grêmio se aproximar, seis atrás. A última derrota corintiana havia sido na nona rodada, em 20 de junho, contra o Peixe, seu próximo adversário, no domingo.

O Inter, por sua vez, embala de vez na briga por uma vaga na próxima Libertadores. A vitória sobre o líder foi a terceira seguida do time de Argel Fucks, que sobe mais uma posição: agora é oitavo, com 40. Sábado, o compromisso será diante do Figueirense, novamente no Beira-Rio.

A polêmica da partida ocorreu com minuto de jogo. Em finalização de Valdívia, Uendel evitou o gol com toque de mão, mas o árbitro Jailson Macedo de Freitas (BA) mandou o jogo seguir. Nada, porém, que tenha feito falta ao colorado.

2 Internacional
Alisson; William, Paulão, Réver e Ernando; Nilton, Rodrigo Dourado, Wellington (Lisandro López) e Alex; Valdívia (Silva) e Vitinho (Rafael Moura)
Técnico: Argel Fucks


1 Corinthians
Cássio; Fagner, Felipe, Gil e Uendel (Edílson), Ralf (Cristian), Elias, Jadson e Renato Augusto; Malcom (Ángel Romero) e Vagner Love
Técnico: Tite

Gols: Malcom (Corinthians); Réver, Valdívia (Internacional)
Cartões amarelos: Ernando, Nilton (Inter); Edílson (Corinthians)
Renda: R$ 471.610
Público: 19.073 pagantes
Árbitro: Jailson Macedo de Freitas (BA)


Tags

Os comentários não representam a opinião do jornal e são de responsabilidade do autor. As mensagens estão sujeitas a moderação prévia antes da publicação