Cuidado com antecipação

Cuidado com antecipação

» Marlla Sabino Especial para o Correio
postado em 02/03/2016 00:00

Se você está pensando em antecipar a restituição do Imposto de Renda em algum banco, cuidado. Na maioria dos casos, a transação não traz vantagem para o interessado. ;É uma péssima ideia. Só é adequado para pessoas que queiram se livrar de dívidas com juros altíssimos, como o rotativo de cartões de crédito e o cheque especial. Como não há garantia de que receberá o dinheiro, é uma opção temerosa;, afirmou o fundador da Academia do dinheiro e especialista em investimento do Banco Ourinvest, Mauro Calil.

De qualquer forma, não é uma opção a ser descartada por quem está realmente endividado, precisa com urgência do dinheiro ou está com prestações de financiamentos atrasadas. Para ver se a operação vale a pena, é preciso calcular se os juros cobrados na dívida existente são maiores do que as taxas de antecipação.

O Banco do Brasil, o Santander e o Bradesco abriram ontem a linha para os clientes que indicarem a instituição financeira para o recebimento do valor. No BB, o cliente poderá receber antes 100% do valor da restituição, com limite de R$ 20 mil, com juros mensais de 2,25%. O Santander oferece taxas entre 2,59% e 4,59%, e o Bradesco de 2,31%.

O mestre em educação financeira e presidente da Associação Brasileira dos Educadores Financeiros, Reinaldo Domingos, aconselha o uso da linha de crédito apenas em situações de emergência e alerta para o risco de negociar um valor cujo recebimento é incerto, uma vez que qualquer informação incongruente pode levar à retenção da declaração pela Receita Federal. ;Pode ser um grande erro. Caso a pessoa caia na malha fina, o empréstimo será debitado e ela arcará com mais juros;, explica.

Tags

Os comentários não representam a opinião do jornal e são de responsabilidade do autor. As mensagens estão sujeitas a moderação prévia antes da publicação