Busca pela perfeição

Busca pela perfeição

No verão, a meta de muitas brasileiras é ser a "moça do corpo dourado do Sol de Ipanema". Para tanto, elas não poupam esforços, incluindo procedimentos estéticos dos mais variados tipos

postado em 04/12/2016 00:00
Sabe-se que as intervenções mais procuradas nesta época do ano são as corporais com foco em redução de gordura localizada, celulite e flacidez. Quem não teve tempo para cuidados graduais não precisa se desesperar. ;Antes das festas de fim de ano, toxina botulínica e preenchimentos faciais têm apelo, já que dão um resultado imediato, corrigindo imperfeições como rugas e perda de volume. Também são muito buscados procedimentos de estímulo de colágeno facial, que não restringem a exposição solar;, afirma a dermatologista Aline Vieira.

Cada um sabe onde o sapato aperta, por isso não existe uma fórmula única. ;Hoje em dia, há solução para quase tudo! Só não tem solução quando a pessoa não consegue criar o hábito de se cuidar ou em situações especiais, como em sequelas de traumas graves em algumas doenças crônicas, que contraindicam alguns procedimentos;, esclarece a especialista.

A fisioterapeuta Fernanda mendes de Moura Tavares, 34 anos, é adepta das intervenções. ;O mais importante para mim, ao escolher um procedimento, é a expectativa da sua efetividade. Já fiz (e faço) drenagem linfática, ultrassom, mesoterapia e carboxiterapia. Não tem como dizer qual foi mais satisfatório, pois proporcionam efeitos diferentes;, avalia.

Helena Peres, biomédica esteta que acompanhou Fernanda em todos os procedimentos, aponta: ;Não existe milagre ; o procedimento é um acabamento final sutil. As intervenções devem ser pensadas como parte de um processo de cuidados que envolvem hábitos alimentares e exercícios físicos;.

;Queria me sentir bem comigo mesma. Já tive dois filhos e tinha vontade de fazer alguns ;reparos;, apesar de gostar muito do meu corpo. Não queria milagres. Fiz a carboxiterapia ; aplicação de injeções de gás sob a pele para eliminar marcas de celulite, estrias, gordura localizada e também para reduzir a flacidez da pele ; como um elemento que complementaria minha rotina de exercícios físicos;, enfatiza a consultora de viagens Wrsula Karenn de Maciel, 35 anos.

No momento de procurar uma clínica dermatológica, é necessário obedecer a alguns critérios. ;O maior cuidado é saber com quem você está realizando esse procedimento, principalmente, aqueles mais invasivos e agressivos. Procurar saber se o dermatologista é da Sociedade Brasileira de Dermatologia; se tem título de especialista por ela; se é um médico que está sempre atualizado. Infelizmente, o barato, muitas vezes, sai caro, pois a pessoa pode ter efeitos colaterais indesejados ou até mesmo irreversíveis;, alerta a dermatologista Vanessa Metz.

A pele das estrelas

A lista de clientes da dermatologista Denise Luna Barcelos é uma constelação de estrelas da televisão. Artistas do mais alto escalão procuram a médica para tratar e renovar a cútis. Mariana Ximenes, Leandra Leal e Camila Morgado são alguns nomes que frequentam o consultório da especialista.

Com mais de 20 anos de profissão, Denise cunhou o conceito de dermatologia integrativa como sua marca pessoal. ;É ver o paciente como um todo, integrando saúde física, mental, espiritual e alimentação. É equilíbrio entre todos os sistemas, uma busca por todos os fatores que podem interferir na pele e no bem-estar geral!”, explica a carioca.

No livro Um olhar sobre a beleza, a dermatologista concentra dicas que parecem simples, mas que prometem prolongar a juventude da pele. ;É tudo uma questão de hábito;, garante. Denise pontua que o excesso de oleosidade e a degeneração causada pelos raios solares são os principais problemas enfrentados pela pele das brasileiras. Mas afirma que não precisa desespero: ;Hoje, temos tratamento para quase tudo, porém, com respostas que podem variar de paciente para paciente. Os procedimentos mais procurados variam com a idade, mas, de um modo geral, são para manchas, rugas e flacidez;.






Tags

Os comentários não representam a opinião do jornal e são de responsabilidade do autor. As mensagens estão sujeitas a moderação prévia antes da publicação