Brasília como enredo

Brasília como enredo

Com homenagens à cidade e com blocos que apostam em estilos diferenciados, a capital será exaltada na festa de Momo

Renata Rios
postado em 23/02/2017 00:00
 (foto: Breno Fortes/CB/D.A Press - 11/2/15)
(foto: Breno Fortes/CB/D.A Press - 11/2/15)



O carnaval da capital está cada vez mais com a cara brasiliense: diversa e espontânea. Em uma crescente de popularidade e de público, não parece faltar folião na cidade, seja para os que gostam do selo ;capital do rock; e suas bandas clássicas, seja para os encantados com os azulejos icônicos de Athos Bulcão, ou ainda os entusiastas dos artistas da cena cultural da cidade. A partir de hoje, a folia pega fogo em várias regiões do quadradinho!

Um exemplo que vem para turbinar o carnaval candango com rock brasiliense clássico é o Bloco Eduardo e Mônica, que debuta nas ruas da capital neste domingo (confira o quadro). Rony Meolly, um dos criadores da empreitada, conta que, inicialmente, a ideia era criar um bloco com jam sessions, mas, quando a proposta chegou às redes sociais, tudo mudou. É rock Brasília mesmo!

;Acabamos tendo uma aceitação muito acima do que era esperado. Isso nos obrigou a montar uma equipe de produção maior, com a preocupação, inclusive, na parte burocrática;, relembra Rony. Ele complementa: ;Estamos felizes, afinal, prova mais uma vez como Brasília é diversa, com espaço para todos os tipos de manifestações saudáveis, e acima de tudo, ainda tem o rock como principal característica de seu DNA;.

Outro exemplo que aposta nas bandas da cidade para atrair os foliões é o Bloco da Música Autoral do DF. Ele é organizado pelo Coletivo do Quadrado e promete esbanjar a qualidade da produção brasiliense na música, que traz para o palco ; ou para o bloquinho ; uma assinatura diferenciada. Entre as presenças confirmadas estão Litieh Martins, Wilson Bebel e Nãnan Matos.

O Rejunta Meu Bulcão homenageia Athos Bulcão, como o trocadilho bem-humorado entrega. A agremiação existe desde 2015. ;Por ser um bloco que homenageia Brasília, eu faço questão de colocar na música uma mistura do que é ser brasiliense;, afirma Marina Mara, coordenadora do bloco. Segundo ela, este ano, o Rejunta conta com diversas atrações, como a Orquestra Alada Trovão da Mata ; que entra na folia com o samba pisado e maracatu ; e o Asé Dudu, que faz um trabalho em prol da diversidade religiosa. ;Para fechar o evento teremos Karla Testa tocando todas as nossas coisas tropicalientes, como ela costuma brincar;, descreve Marina.



Todos os gostos
Quem gosta de pular carnaval, mas não curte axé, samba ou marchinhas pode se divertir em blocos dos mais diferentes estilos. Para quem curte tradições e músicas medievais, ou os que são metaleiros e até fã de música eletrônica... Não se preocupe: tem festa para todos.

Com uma pegada na música eletrônica, o público pode aproveitar blocos como o Confronto Sound System, o Bloco do Bem, organizado pelo Bem MEB; e ainda o tradicional Bloco do 5uinto, que volta às ruas neste ano. A música latina chega no Bloco Bora pra Cuba, que oferece o melhor da música e da cultura cubanas, além de fantasias, brincadeiras e comidas e bebidas cubanas. O rock também é estrela, e aparece não só no Eduardo & Mônica, mas também no Populares em Pânico, com inspiração em bandas de rock mais pesado, como AC/DC e Black Sabbath.

Um exemplo bastante inusitado que agita a cidade desde 2015 é o Espírito Celta, carnaval medieval que aposta em ritmos como celta, folk, medieval, irish e bluegrass. ;Nosso público é bem jovem, são pessoas de mente aberta que não necessariamente curtem só uma subcultura, mas gostam de dançar e se divertir como se estivessem em outra época, algo atemporal, sentindo a natureza e a terra e inspirando a chama da música que existe dentro de cada um de nós;, explica Raphael Dorneles, um dos criadores do bloco.

;Somos um bloco pequeno com um público reduzido por causa disso, então a contribuição via vaquinha tem suas limitações;, explica Raphael. Apesar desse contraponto, ele acredita que o cenário medieval vem ganhando força. ;Se antes era uma coisa endêmica a uns poucos que liam Tolkien e jogavam RPG, agora com a grande mídia apostando pesado com os filmes do Senhor dos anéis, seriados como Game of Thrones, esse tipo de cultura começa a chegar a mais gente;, reconhece.




12 blocos passarão na Praça dos Prazeres neste carnaval



Duas perguntas / Rony Meolly, criador do Bloco Eduardo & Mônica

Que tipo de ligação há entre o bloco e a cidade?

Ligação total! Nossa intenção é fazer contribuir com que Brasília seja realmente referência em blocos de carnaval, valorizando algo que temos de mais valioso, nossa música, nossos espaços públicos e nossa poesia. Somos um bloco de Brasília, feito por gente daqui e que ama esse lugar.

Brasília foi por muito tempo considerada a capital do rock.Você acha que essa aindaé uma realidade?
Brasília é a capital do rock. Existe muita gente fazendo rock de qualidade no nosso quadradinho e isso nunca se perdeu. Acontece que por muito tempo isso ficou escondido, a falta de espaço ou de iniciativas que valorizassem o trabalho autoral manteve Brasília, e seu histórico de capital do rock, no passado. De uns dois anos para cá, a cena começa a se movimentar novamente, bandas se unindo e fortalecendo o trabalho umas das outras. Acreditamos muito no valor dessa cena, pois ela se fortalece internamente, a exemplo do que aconteceu no início dos anos 1980. Depois de muito tempo e vivenciando todos os movimentos de rock espalhados por Brasília, posso afirmar com alegria de que sim, somos a cidade do rock.




Qual é o melhor de Brasília?
Agora não tem mais jeito: o carnaval é nosso! O brasiliense se apropriou, de vez, da festa de Momo. Toma as ruas da cidade, dança, beija, traveste-se do que bem entende. Segue o trio, cai no samba, no axé, nas marchinhas e ; quem diria ; na música eletrônica. Senhor dos festejos, nada mais justo que vista a fantasia de juiz e eleja o melhor bloco de 2017. O Correio Braziliense formou uma comissão julgadora e contará também com uma enquete popular para entregar um troféu aos quatro escolhidos. Para votar, entre no site www.correiobraziliense.com.br e participe. Que vençam os mais animados!
Patrocínio: BigBox





QUEM FAZ


Bora pra Cuba

Praça dos Prazeres (201 Norte). Hoje, às 17h, show com banda Sabor de Cuba e DJ Caju Clash. Entrada franca. classificação indicativa livre.


Bora coisar
Praça dos Prazeres (201 Norte). Hoje, às 21h, show com Emília Monteiro. Entrada franca. classificação indicativa livre.


Bloco Espírito Celta
Praça dos Prazeres (201 Norte). Terça, às 16h. Música folk, celta e medieval. Entrada franca. Classificação indicativa livre.


Tags

Os comentários não representam a opinião do jornal e são de responsabilidade do autor. As mensagens estão sujeitas a moderação prévia antes da publicação