Curtas

Curtas

postado em 18/08/2017 00:00
 (foto: PMDF/Divulgação)
(foto: PMDF/Divulgação)
; ABRASEL
A gastronomia em alta

Durante três dias, o Congresso Nacional da Associação Brasileira de Bares e Restaurantes (Abrasel) movimentou a cidade. Na 29; edição, o evento recebeu mais de três mil pessoas (entre as quais 300 lideranças empresariais) em palestras e fóruns no Câmpus Edson Machado, do Centro Universitário Iesb (613/614 Sul, lotes 97 e 98, L2 Sul). No ano passado, os brasileiros gastaram R$ 184 bilhões comendo fora de casa. Com tanta concorrência, os restaurantes precisam se reinventar diariamente para continuar atraindo a freguesia. Esse foi um dos tópicos abordados em palestra ministrada ontem por Checho Gonzales, chef e proprietário da Comedoria Gonzales, em São Paulo. Outro destaque foi o Mesa ao Vivo, que reuniu mais de 50 chefs em aulas-show sobre temáticas diversas para profissionais, estudantes e curiosos do segmento gastronômico. Mais uma vez, o Congresso Nacional da Abrasel manteve a parceria, pelo sexto ano consecutivo, com feira Vinum Brasilis, onde mais de 27 vinícolas nacionais mostraram novidades e clássicos do ramo.





; ASSALTO
Tensão em Samambaia

Uma mulher e quatro crianças foram rendidas durante um assalto em Samambaia Norte, na manhã de ontem. O crime aconteceu na QR 408, no momento em que a família chegava em casa, por volta das 8h30. Os dois assaltantes teriam parado um veículo na frente do carro da família (foto) e ordenado que a mulher entregasse o automóvel. Segundo ela, a dupla quase levou a criança mais nova, um bebê de 7 meses que estava na cadeirinha de segurança, no banco traseiro do carro. O veículo da vítima foi localizado pela polícia minutos depois, abandonado em uma área próxima ao local do crime, mas, até a noite de ontem, os assaltantes ainda estavam foragidos. A 26; Delegacia de Polícia (Samambaia Norte) investiga o caso.


; SEGURANÇA PÚBLICA
Indicativo de greve

Sem acordo para reajuste de salário, os policiais civis do DF anunciaram indicativo de greve ; a ser deliberado em uma assembleia prevista para ocorrer na próxima terça-feira, às 14h. A reunião entre representantes dos policiais e do GDF, ontem de manhã, não chegou a um acordo. Cientes da possibilidade real de paralisação por parte dos policiais, a Casa Civil, por meio de nota, disse que o DF passa por um momento econômico delicado e que, por isso, não será possível propor aumento de salários à categoria até 2018. O Sindicato dos Policiais Civis do DF (Sinpol), no entanto, destaca que os policiais estão há oito anos sem receber reajuste nos vencimentos.





Tags

Os comentários não representam a opinião do jornal e são de responsabilidade do autor. As mensagens estão sujeitas a moderação prévia antes da publicação