Noite de gala da tevê

Noite de gala da tevê

Principal premiação da televisão internacional, Emmy Awards revela hoje os vencedores. Confira os favoritos à estatueta

Por Adriana Izel Vinicius Nader
postado em 17/09/2017 00:00
 (foto: Reproduo/Internet)
(foto: Reproduo/Internet)

A partir das 20h de hoje, a TNT transmite a cerimônia do Emmy Awards, principal premiação da televisão internacional. Aos moldes do Oscar, o prêmio elege os melhores programas da tevê exibidos no período de 2016/2017 divididos em categorias como drama, comédia; e formatos, caso de minissérie ou telefilme. Essa é a 69; edição do prêmio e deve ser uma das mais concorridas, já que a safra de produções foi bastante elogiada pela crítica especializada e aclamada pelo público.

Na categoria dramática, o prêmio de melhor série deve ter uma disputa acirrada. Com 22 indicações, dessas três conquistadas nos prêmios técnicos, Westworld, produção distópica da HBO, aparece como uma das favoritas mesmo sem ter conquistado estatuetas no Globo de Ouro, premiação que muitas vezes indica as tendências do Emmy.

No entanto, o embate não será fácil para a série, que tem duas concorrentes de peso: a trama também distópica do streaming Hulu, The handmaid;s tale, inspirada na obra O conto de aia, de Margaret Atwood, venceu o Television Critics Association Awards; e o drama familiar This is us, da NBC, considerado o programa do ano no AFI Awards. A lista de indicados tem ainda Better call Saul, Stranger things (que ganhou a categoria técnica de melhor elenco em série dramática) e The crown.

Dentro da categoria de série dramática, há ramificações para atores principais e direção. Entre os homens, o nome que salta aos olhos é de Anthony Hopkins (astro de produções como O silêncio dos inocentes e Hannibal), o Robert Ford de Westworld. Mas também têm chances Bob Odenkirk, de Better call Saul, e Matthew Rhys, de The Americans, que figuraram a lista do ano passado, e Sterling K. Brown, que aparece pela primeira vez por This is us.

Já entre as atrizes, a disputa deve ser mais polarizada e ficar entre Elisabeth Moss, de The handmaid;s tale, que já havia sido indicada em anos anteriores por Top of the lake e Mad men; e Evan Rachel Wood, de Westworld, que só havia sido nomeada em 2011 pela atuação na minissérie Veda Pierce.

O prêmio em relação à direção pode ir para os irmãos Duffer, Matt e Ross, que estão à frente da ficção científica com pegada dos anos 1980, Stranger things, da Netflix. Mas também têm chances na disputa Jonathan Nolan, por Westworld, ou até Reed Morano ou Kate Dennis, ambos indicados pelo trabalho em episódios de The handmaid;s tale.



Coadjuvantes

Jeffrey Wright, de Westworld, e David Harbour, de Stranger things, podem ser apontados como os favoritos ao prêmio de melhor ator coadjuvante em série de drama. Quem corre por fora é Ron Cephas Jones, de This is us. Entre as mulheres, a disputa deve ser maior, inclusive, com duas atrizes da mesma série concorrendo juntas: Ann Dowd e Samira Wiley, por The handmaid;s tale. Aparecem ainda com boas chances Thandie Newton, de Westworld, e Millie Bobby Brown, de Stranger things.


Disputa acirrada para as comédias

Não está muito fácil prever quem vai rir por último na briga entre as comédias no Emmy desta noite. Das sete indicadas ao prêmio máximo da categoria, três aparecem com bastante chance; Atlanta (da FX), Veep (HBO) e Master of none (Netflix).

Logo na primeira temporada, Atlanta já levou dois Globos de Ouro: o de melhor série cômica e o de melhor ator para Donald Glover. Ele rouba a cena na pele de Earnest Marks e leva nas costas a série, que, por meio dos bastidores do rap, fala de racismo e preconceito. Não à toa, ele desponta como favorito entre os atores, com chances ainda para Aziz Ansari (Master of none) e para Anthony Anderson, que concorre pela terceira vez consecutiva por Black-Ish.

Os votantes do Emmy costumam ser mais conservadores do que os do Globo de Ouro e não gostam muito de premiar primeiras temporadas. Isso pode ser um ponto a favor para Veep. A atração levou dois prêmios técnicos na semana passada, incluindo o de melhor elenco. Além disso, a produção já levou outros 12 Emmys em suas cinco temporadas passadas.

É mesmo no elenco, ou melhor, na protagonista Julia Louis-Dreyfus, que está a força de Veep. A intérprete de Selina Meyer levou a estatueta nos últimos cinco anos. Para tentar desbancá-la, Grace & Frankie vem em dose dupla com Jane Fonda e Lily Tomlin, e Black-Ish ataca com a ótima Tracee Ellis Ross. Vale ressaltar ainda que, dos seis episódios indicados a melhor direção, três são de Veep ; será que isso vai dividir os votantes?

No meio do caminho de Atlanta e Veep está Master of none, que levou o Emmy de edição e não pode ser desconsiderada na briga. Completam a lista de indicados a melhor comédia Black-Ish (ABC), Modern family (ABC), Silicon Valley (HBO) e Unbreakable Kimmy Schmidt (Netflix).



Coadjuvantes

O consagrado ator Alec Baldwin pode levar o terceiro Emmy da carreira, desta vez por uma performance de Donald Trump (sim) em Saturday night live. Ele bombou nas redes, mas seus planos podem ser atrapalhados por outros dois favoritos, Louie Anderson (Baskets) e Tony Hale (Veep). Entre as atrizes coadjuvantes, o ano é das estreantes. Concorrendo pelo quinto ano consecutivo, Anna Chlumsky pode levar o primeiro Emmy por Veep. Também estão no páreo duas colegas de elenco de Alec Baldwin: Vanessa Bayer e Kate McKinnon.

Tags

Os comentários não representam a opinião do jornal e são de responsabilidade do autor. As mensagens estão sujeitas a moderação prévia antes da publicação