Casas são derrubadas em Vicente Pires

Casas são derrubadas em Vicente Pires

» Deborah Novais Especial para o Correio
postado em 08/11/2017 00:00
 (foto: Antonio Cunha/CB/D.A Press)
(foto: Antonio Cunha/CB/D.A Press)


Mesmo em meio a protestos de moradores de Vicente Pires, que chegaram a subir no terraço de uma residência, nove casas em construção foram derrubadas ontem. Servidores da Agência de Fiscalização do Distrito Federal (Agefis) agiram na Rua 2, Chácara 94, da Colônia Agrícola Samambaia. O órgão informou que os imóveis haviam sido embargados, e que o dono recebeu multa de R$ 3,6 mil por cada um, por descumprimento da medida. Ontem, o proprietário foi multado em R$ 7 mil.

;A ação é resultado de um parcelamento irregular. Em um lote de 1.600 metros quadrados, onde, após a regularização, só poderia ser construída uma casa, foram feitas nove edificações de dois pavimentos;, informou a Agefis, por meio de nota oficial. A Polícia Militar interditou parte da rua e bloqueou a passagem de pessoas que diziam morar nas residências, alvo da operação. ;Eles não deixaram nem eu ir para a minha casa, falaram que me prenderiam;, afirmou Isabel Cristina, moradora da chácara 96. O Departamento de Trânsito (Detran/DF) controlou a entrada de carros e apreendeu um veículo.

Manifestação

Em clima de desespero, no terraço, pessoas que se identificaram como moradoras da Chácara 94 gritavam frases como ;nós pagamos impostos; e ;vão ter que me tirar à força daqui;. Muitas delas também choravam.

Edson Araújo, 41 anos, garantiu que morava em uma das casas havia cerca de um mês. Ele havia chegado do trabalho quando se deparou com a derrubada. ;Retiraram tudo, invadiram a minha casa e falaram que a área é irregular. Não deram nem um prazo para conseguir uma liminar. Não ganhamos nem direito de defesa;, reclamou. Segundo ele, seis pessoas moravam na residência. ;Quando eles chegarem, não vai ter nada aqui. Vamos dormir na rua;, completou.

O proprietário do lote, Sérgio Bernardes, 47 anos, declarou que as casas estavam sendo construídas para parentes e que três famílias moravam no terreno muito antes do processo de regularização de Vicente Pires. No entanto, a Agefis afirma que ninguém ocupava os edifícios derrubados. A assessoria do órgão ressaltou que havia móveis e eletrodomésticos no local, mas ninguém apareceu para recolhê-los e, por isso, foram apreendidos.

R$ 7mil
Valor da multa aplicada ontem ao dono do lote

Tags

Os comentários não representam a opinião do jornal e são de responsabilidade do autor. As mensagens estão sujeitas a moderação prévia antes da publicação