750 mil marcham por soltura de separatistas

750 mil marcham por soltura de separatistas

postado em 12/11/2017 00:00
 (foto: Josep Lago/AFP )
(foto: Josep Lago/AFP )



Cerca de 750 mil pessoas se reuniram em Barcelona para pedir a libertação de 10 líderes separatistas catalães detidos sob a acusação de sedição e rebelião. O protesto que tomou 16 ruas da cidade ; quatro estavam previstas ; foi tratado como um novo teste quanto à capacidade de mobilização de um movimento que tenta se reorganizar após o fracasso da proclamação de independência.

De Bruxelas, o presidente catalão destituído, Carles Puigdemont, gravou uma mensagem para os manifestantes: ;Voltaremos a nos fazer escutar, que todo mundo escute;. Oito dos 10 presos faziam parte do seu governo. Mensagens dos detidos também foram repassadas ao longo do protesto.

Antes da marcha, a prefeita de Barcelona, Ada Colau, reforçou sua posição favorável a um referendo para a região e a crítica em relação à estratégia adotada pelos separatistas. ;Queremos que os presos saiam, mas também queremos que um governo irresponsável (o catalão), que levou o país ao desastre, dê as caras;, disse.

Posta em liberdade sob fiança, a presidente do Parlamento catalão, Carme Forcadell, não foi ao protesto. Ela saiu da cadeia após se comprometer a acatar a lei se permanecer na política, e, com deputados processados, relativizou a proclamação da independência. A mudança de posição abre caminho para que outros separatistas presos façam o mesmo.





Tags

Os comentários não representam a opinião do jornal e são de responsabilidade do autor. As mensagens estão sujeitas a moderação prévia antes da publicação