Indústria cresce 4,7%

Indústria cresce 4,7%

» Anna Russi*
postado em 06/01/2018 00:00

A produção industrial nacional subiu 0,2% em novembro de 2017, em comparação com o mês anterior, na série com ajuste sazonal, de acordo com o Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE). O resultado representa a terceira alta consecutiva, somando um ganho de 0,9%. Na comparação com novembro de 2016, o crescimento foi de 4,7% e, no acumulado do ano, de janeiro a novembro, a alta foi de 2,3%. Nos últimos 12 meses, avançou 2,2% ; o melhor resultado desde setembro de 2013, quando registrou crescimento de 2,3%.

André Macedo, gerente de Pesquisas do IBGE, destacou que, dos 11 meses de 2017 já analisados, nove ficaram positivos. ;Isso mostra uma melhora de ritmo ao longo do ano. Embora isso esteja longe de significar que as perdas do passado foram zeradas, há um movimento de melhora. Mas, com certeza, temos um espaço a ser percorrido para atingirmos total recuperação de 2014 e 2015;, afirmou. Segundo ele, a melhora no mercado doméstico aliada das boas exportações de 2017 exerceram papel importante e ajudam entender a diferença do comportamento em relação aos anos anteriores.

Os bens de consumo duráveis lideraram o avanço em novembro ante outubro, com alta de 2,5%, resultado que eliminou o recuo de 1,7% do mês anterior.O segmento de bens intermediários cresceu 1,4%, revertendo a perda de 0,5%, e os de capital ficaram estáveis. O único resultado negativo foi o dos setores de consumo de semi e de não duráveis, que recuaram 1,6%.

Os dados de novembro ante outubro mostram que houve aumento em metade dos 24 ramos pesquisados. Produtos farmacoquímicos e farmacêuticos foram as principais influências positivas, com crescimento de 6,5%. O setor de bebidas teve a maior relevância para impacto negativo e redução da produção neste mês, com uma queda de 5,7%.

* Estagiária sob supervisão de Rozane Oliveira

Tags

Os comentários não representam a opinião do jornal e são de responsabilidade do autor. As mensagens estão sujeitas a moderação prévia antes da publicação