Fora do PSG e da Seleção Brasileira

Fora do PSG e da Seleção Brasileira

postado em 27/02/2018 00:00
 (foto: Geoffroy Van Der Hasselt/AFP
)
(foto: Geoffroy Van Der Hasselt/AFP )




Neymar está fora do jogo do Paris Saint-Germain contra o Real Madrid, na próxima terça-feira, pela Liga dos Campeões da Europa, e provavelmente dos amistosos da Seleção Brasileira com Rússia e Alemanha, nos dias 23 e 27 de março. Ele sofreu fissura no quinto metatarso do pé direito. A contusão foi confirmada ontem pelos médicos do PSG. O clube não divulgou o tempo de recuperação, mas a estimativa é de que ele ficará afastado por um período entre três semanas e um mês.

Além da fissura, o atacante torceu o tornozelo direito ao pisar em falso no jogo do Paris Saint-Germain contra o Olympique de Marselha, no último domingo, no estádio Parque dos Príncipes, em Paris. Ontem, fez exames no CT do clube e à noite foi levado ao American Hospital de Paris para novo exame de imagem, que constatou a extensão da contusão.

A contusão do atacante, além de ser um complicador para o clube parisiense na partida em que entrará em campo com a desvantagem da derrota por 3 x 1 sofrida do jogo em Madri, atrapalha o planejamento da Seleção Brasileira. Na sexta-feira, o técnico Tite convocará o grupo para os amistosos do final de março e considerava a presença do jogador fundamental por vários motivos. Entre eles o fato de precisar treinar o Brasil contra equipes que jogam com uma linha defensiva de cinco marcadores.

A hipótese de convocar Neymar não estava totalmente descartada até ontem, mas as chances são praticamente inexistentes, pois, mesmo que tenha recuperação bastante rápida, ficará apto praticamente em cima da partida contra a Rússia.

A contusão de Neymar é, aparentemente, menos grave do que a sofrida por Gabriel Jesus em fevereiro do ano passado. Jogando pelo Manchester City, o ex-palmeirense fraturou o quinto metatarso do pé direito e ficou dois meses e meio sem atuar. Só voltou no final de abril e durante a recuperação enfrentou períodos em que teve o local imobilizado e não podia colocar o pé no chão. Também teve de recorrer a muletas para se locomover.

Em 2014, ainda defendendo o Barcelona, Neymar também torceu o tornozelo direito e ficou longe dos gramados por 32 dias. A contusão ocorreu em um jogo diante do Getafe, pela Copa do Rei daquela temporada. Por conta do problema físico, o brasileiro perdeu os 10 compromissos seguintes do clube catalão.


;Lamento o ocorrido com Neymar. Estava vendo a partida no momento da contusão e não gostei nada. Nunca vou desejar que um jogador rival fique de fora de um jogo por lesão;
Zinédine Zidane, técnico do Real Madrid





Tags

Os comentários não representam a opinião do jornal e são de responsabilidade do autor. As mensagens estão sujeitas a moderação prévia antes da publicação