A escolha do chef

A escolha do chef

postado em 01/06/2018 00:00
 (foto: Gui Teixeira/CB/D.A Press



)
(foto: Gui Teixeira/CB/D.A Press )

Ao contrário do primeiro Sushi San, fundado há quase 22 anos pelos dois irmãos na 211 Sul (agora fechado para reforma), a casa nova não tem rodízio de sushis. Funciona com menu à la carte, no qual os itens são vendidos em pequenas porções ou unitários. ;Assim, cada combinado será individual e exclusivo;, comenta Roberto Brito. No total, são mais de 200 novidades no cardápio entre sushis, sashimis, entradas, carpaccios, makimonos, temakis, robatas, pratos quentes contemporâneos, veganos e sobremesas.

O melhor mesmo é você deixar a escolha por conta do chef. Chama-se omakase, que quer dizer ;deixo aos seus cuidados;, o menu de degustação da culinária japonesa com três opções nos valores de R$ 90 para oito etapas; R$ 130, para 12; e R$ 180, no total de 16 etapas.

Gourmets já estão se deliciando com as iguarias que Edu Viana é capaz de oferecer. Como a centolla, espécie de caranguejo que vem do Chile e pode ser vista já cozida na bancada do chef. A vieira trufada é outra pérola que enternece o estômago, sem falar no sushi unagui terrine, feito com enguia, abacate, foie gras e redução de vinho.

O desabastecimento causado pelo movimento dos caminhoneiros não atingiu a casa, ;porque todo o fornecimento de peixe ; inclusive o caranguejo ; é feito por via aérea;, disse o chef, que apontou alguns atrasos nas encomendas. ;Agora, porém, já está tudo normal;, garantiu Edu. Funciona todos os dias no jantar e no almoço, de terça a quinta, das 12h às 15h, e sexta a domingo até as 16h. Telefone: 3242-4034.


Aquavit em casa
Nesses 14 anos de cozinha em Brasília, a gastronomia do chef dinamarquês Simon Lau Cederholm sempre foi um sonho de consumo. Há muita gente que adoraria experimentar os sabores do Aquavit, outras pessoas que já conhecem gostariam de repeti-los. Uns e outros agora podem, desde que se disponham a organizar um evento para, no mínimo, 10 pessoas. É que Simon Lau acaba de lançar em parceria com a chef Renata La Porta um menu de festa que você poderá servir em sua casa ou escritório.

;Para mim, é uma alegria apresentar a possibilidade de degustar receitas exclusivas do estrelado chef executadas por nossa afinada equipe de cozinha, aliada ao impecável serviço de salão que é marca registrada do bufê, além de logística e materiais de nosso acervo;, declarou a banqueteira, ao anunciar a proposta.

Dos aperitivos à sobremesa de musse de limão siciliano, cada item é feito com o melhor ingrediente disponível no mercado, como o salmão defumado nas rilletes ou a manteiga trufada dos sticks de mandioca do amuse bouche. Nas entradas frias há roastbeef ao molho de mostarda; salada de manga com vagem, amêndoas, shoyo, arroz selvagem e coentro; salada de queijo azul com frutas para veganos e salmão marinado com molho de mostarda e dill, um clássico do Aquavit. Você também poderá degustar entradas quentes, como consomé de frango com cogumelos, capim-cidreira e folha de limoeiro; aspargos grelhados com geleia de laranja e grana padano ou endívias gratinadas com gruy;re.

Treinamento
Simon Lau passou o mês de maio na cozinha de Renata ensinando a equipe a executar as receitas. ;Fiquei feliz porque ela garantiu usar sempre os ingredientes originais;, disse à coluna o chef dinamarquês, para quem o principal de timbale de linguado recheado com cogumelos, tampa de casquinha de pão crocante e fumet de frutos do mar e a entrada de salmão marinada com sal e açúcar e temperado com kümmel com molho leve e pepino são os seus preferidos. Entre os nove principais, há ossobuco ao vinho branco com sálvia e arroz; fraldinha na manteiga com purê de raízes, farofa e quiabo; paleta de cordeiro com cebolas caramelizadas e bacalhau à Gomes de Sá.

Cozinheiro, auxiliares, copeiros, garçons e louças fazem parte do pacote completo. O serviço, que pode ser feito empratado ou no bufê, sai por R$ 250, por pessoa. Contato com Renata La Porta Buffet, telefone 3364-6006 ou atendimento@renatalaporta.com.br

Grãos exclusivos

Apaixonado por café, o engenheiro Gustavo Pimentel estuda os grãos do ouro negro há cinco anos. Tornou-se barista e cada vez mais exigente não usa café com mais de 40 dias de torra para preservar o aroma e sabor da bebida. Todo esse cuidado você poderá atestar no espaço Quanto, que abriu as portas no último sábado, na esquina de cima da 103 Norte.

Gustavo tem como sócia a prima Elaine Lina, e os dois consideram o empreendimento uma consequência natural da paixão que trazem da infância, quando colhiam e torravam café ajudando o avô mineiro. O Quanto funciona de segunda a sábado, das 8h às 19h. Telefone: 99987-3188.

Desabastecimento
Com a crise instalada no país por conta da paralisação dos caminhoneiros, o segmento de alimentação fora do lar tem sentido o reflexo da falta de combustíveis e dos insumos que compõem os cardápios de bares e restaurantes. Nem o hambúrguer escapou. Na data em que se comemorou o dia mundial desse símbolo do fast food, o Ricco Burger teve de fechar as portas por falta de um dos ingredientes principais: a carne. A comemoração por lá, que teria cunho social, precisou ser adiada.

Adiado também foi primeiro festival gastronômico do Iguatemi. O evento seria realizado no fim de semana passado e passou para amanhã e domingo. Porém, com a logística comprometida pelo desabastecimento, a administração do shopping entendeu por bem cancelar a programação.

A Mantissa, fazenda de cafés especiais localizada no Sul de Minas, faria o lançamento dos microlotes Dias Quentes e Noites Frias no Coffee Experience da Belini, na quarta-feira, dia 29 de maio. Não deu! Os grãos 100% arábica não conseguiram chegar à capital federal. Uma nova data será divulgada em breve.

Prevista para o próximo fim de semana, a primeira edição do festival Fartura na capital federal também não resistiu ao movimento. A nova data do festival gastronômico ainda não foi anunciada.

Tags

Os comentários não representam a opinião do jornal e são de responsabilidade do autor. As mensagens estão sujeitas a moderação prévia antes da publicação