Gastronomia

Gastronomia

Conhecidos pela funcionalidade, os restaurantes a quilo são alternativas ideais para os que costumam fazer refeições fora de casa

Rebeca Borges* Renata Rios
postado em 24/08/2018 00:00
Praticidade, bom preço, variedade e rapidez: essas são algumas das vantagens dos restaurantes a quilo. O termo ;self-service; ; ou ;autosserviço;, em português ;, caiu no vocabulário (e no gosto) do brasileiro, tornando-se parte do cotidiano de quem opta por almoços ou jantares fora de casa.

Esse tipo de estabelecimento é conhecido pela diversidade de pratos quentes e frios, carnes e carboidratos: elementos essenciais para uma refeição completa. Outro atrativo dos bufês é personalizar o próprio prato.

Com o crescimento e a popularidade desse serviço, surgiram diferentes tipos de bufês pela cidade. Além dos clássicos self-services de comida brasileira, com ingredientes que não podem faltar no prato (como os clássicos arroz e feijão), a cidade conta com casas especializadas em bufês especiais. É o caso dos restaurantes Goemon e Panda China, de comida japonesa e chinesa.

Outro sucesso no almoço do brasiliense é o restaurante Zahia. ;As pessoas dão preferência ao self-service pela praticidade, agilidade e pelo preço. Além disso, é uma alternativa boa para quem come pouco e para quem quer conhecer mais a culinária árabe;, conta Dulcinea Cassis, proprietária do Zahia.

A capital também é repleta de restaurantes especializados em comida natural, para os que não querem sair da dieta. Estabelecimentos como o Submore Health Food buscam servir pratos saudáveis e com pouca gordura. ;A gente procura não trabalhar com frituras, que são comuns em alguns self-services. Temos pratos mais grelhados ou cozidos;, conta Hudson Souza, proprietário do local.

*Estagiária sob supervisão de Vinicius Nader

Tags

Os comentários não representam a opinião do jornal e são de responsabilidade do autor. As mensagens estão sujeitas a moderação prévia antes da publicação