Jovem estupra e mata vizinha de 15 anos

Jovem estupra e mata vizinha de 15 anos

Sarah Peres
postado em 06/08/2019 00:00
 (foto: Arquivo pessoal
)
(foto: Arquivo pessoal )
Um adolescente de 17 anos está apreendido, acusado de estuprar e matar a facadas Amanda dos Santos Silva, 15. A vítima morava no mesmo lote do suspeito, em uma quitinete alugada. Ela voltava da escola, na sexta-feira, quando sofreu o ataque. A vítima foi agarrada e obrigada a entrar na casa do adolescente, que usou uma faca de 30cm para cometer o crime. O caso ocorreu no município goiano de Cristalina, distante 132km de Brasília. A garota foi enterrada no domingo, no Cemitério Municipal Jardim da Saudade.

O acusado confessou, em depoimento à Polícia Civil, que cometeu o crime, pois Amanda não aceitou namorá-lo. Ele também disse que, no dia da barbárie, tomou bebida alcoólica e um remédio controlado chamado rohypnol, usado como droga alucinógena. O garoto afirmou ter esperado pela vítima armado, sentado em uma cadeira, em frente à porta do lote.

A vítima chegou da escola no início da tarde. Logo na entrada, foi abordada pelo jovem, que colocou a faca no pescoço dela. Sob ameaça, ela teve de entrar na residência do acusado, que a obrigou a consumir o medicamento e cometeu o estupro. Aos investigadores, o suspeito disse que não recorda de mais nada a partir desse momento.

De acordo com testemunhas, Amanda gritou por ajuda. Ela despertou a atenção do pai cadeirante, de 37 anos, que a aguardava. Vizinhos também foram até a porta da quitinete do adolescente. ;Comecei a ouvir os gritos dela de socorro. Ela gritava muito alto. Eu falei: ;Amanda, Amanda;, mas não escutei mais a voz dela. Foi quando o escutei dizer: ;Não, aqui já era. Aqui já está quase pronta, não há jeito, não;;, contou um vizinho à polícia.

Como o pai da vítima não tinha condições de ajudar, o homem e o irmão dele tentaram arrombar a porta, que estava presa por uma geladeira. ;Depois de alguns minutos, conseguimos entrar. Eu lutei com ele, mas estava quase sem força, pois estava atordoado com tudo o que vi. Ele conseguiu correr, mas o alcancei na rua. O meu irmão estava com uma corda. Amarramos o garoto para ele não fugir;, contou.

Premeditado

A Polícia Militar apreendeu o jovem e a arma usada no crime. Amanda estava morta quando o Corpo de Bombeiros chegou ao local. O adolescente responderá pelos atos infracionais análogos aos crimes de estupro e homicídio. Conforme apuração da Delegacia de Cristalina, as provas coletadas indicam que a ação do suspeito foi premeditada. O adolescente montou uma espécie de altar com uma foto da vítima criança, com velas, cachaça, cigarro e dinheiro. Ainda deixou uma carta de suicídio com a senha do celular, pedindo para que alguém visse os vídeos e as fotos tiradas de Amanda. Segundo testemunhas, o jovem tinha forçado um relacionamento com a garota, que negou as investidas do agressor.


Tags

Os comentários não representam a opinião do jornal e são de responsabilidade do autor. As mensagens estão sujeitas a moderação prévia antes da publicação