Alma de jogador grande

Alma de jogador grande

Decisivo na vitória do Athletico-PR sobre o Internacional, volante Bruno Guimarães cumpre a profecia de Fernando Diniz %u2014 o treinador que o promoveu da base para o elenco profissional do Audax-SP

postado em 12/09/2019 00:00
 (foto: Facebook/Athletico/PR
)
(foto: Facebook/Athletico/PR )



Herói da vitória do Athletico Paranaense sobre o Internacional por 1 x 0, ontem, na Arena da Baixada, na partida de ida da final da Copa do Brasil, o volante Bruno Guimarães é uma profecia do técnico Fernando Diniz. Contratado em 2017 pelo Furacão, o carioca de 21 anos desembarcou em Curitiba muito bem recomendado por quem o pinçou na Copa São Paulo de Futebol Júnior e promoveu em 2015 ao elenco profissional do Audax-SP. Uma das virtudes destacadas por Diniz na época da transferência foi a frieza em jogos grandes como o de ontem.

;É um jogador que eu conheço muito bem. É muito inteligente e técnico. Sempre falei que ele tinha alma de jogador, que quando o problema aparece, ele sabe encarar. Ele tem alma de jogador grande. Depois que voltei para o Audax, ele sempre esteve jogando bem nos juniores, foi integrado e acabou sendo um dos destaques do Paulistão. Ele chamou a atenção pela pouca idade e imensa maturidade, principalmente em jogos com nível de pressão alta;, comentou Fernando Diniz. Na passagem pelo Athletico, o treinador tratava o jogador como pupilo.

Bruno Guimarães fuzilou o goleiro Marcelo Lomba depois de duas tentativas de assistência do centroavante argentino Marco Ruben. Uma falha de Rodrigo Moledo facilitou a ação ofensiva do Athletico. O chute de primeiro foi indefensável, aos 12 minutos do segundo tempo. Com o resultado, o time rubro-negro tem a vantagem do empate na próxima quarta-feira, às 21h30, no Beira-Rio, para faturar o título inédito. Ao Inter, resta devolver o placar para forçar a decisão por pênaltis ou triunfar por dois gols de diferença para conquistar o bi.

Com facilidade para chegar ao ataque, Bruno Guimarães virou uma espécie de elemento surpresa do Athletico. Tem cinco gols nesta temporada. Brilhou contra Jorge Wilstermann e Tolima na fase de grupos da Libertadores e balançou a rede duas vezes no Brasileirão contra o Vasco e o Cruzeiro.

Ontem, o volante igualou a melhor marca da carreira. Em 2018. anotou cinco gols em 58 jogos (0,08). Nesta temporada, acumula cinco em 30 exibições (0,16). A fama de volante-artilheiro não era novidade para Fernando Diniz. ;Ele jogou por muito tempo de meia na base, então conhece bem a posição. Ele consegue fazer bem a recomposição, dá muito volume ofensivo para pressionar as jogadas, tem poder de articulação alto, além de habilidade boa. Ele também foge do padrão convencional de jogador, com uma base familiar e escolar muito boas;, exaltou o treinador no ano da transferência do xodó do Audax para o Athletico.

Fernando Diniz e Bruno Guimarães trabalharam juntos no Furacão em 2018. Apesar da demissão do treinador, virou legado. Conquistou Tiago Nunes. Ajudou o clube a conquistar a Copa Sul-Americana em 2018 e o Campeonato Paranaense neste ano. O Bruno é muito dinâmico, além de defensivamente encurtar rápido, dificilmente um adversário com ele consegue girar, ele tem uma leitura muito boa. Ofensivamente é um jogador que dá muita qualidade de passe, não se sente jogar pressionado, ele consegue encontrar espaços para receber a bola. É um mérito da capacidade individual dele de ler esse espaço vazio, agrega muito na saída de bola e na consistência defensiva;. Bruno Guimarães achou o espaço na defesa do Internacional e decidiu a partida de ontem. Marcelo Lomba ainda evitou o segundo gol do Athletico.



;Foi um duelo muito disputado. O Inter veio com a proposta de se defender, mas criamos as oportunidades e conquistamos uma importante vantagem;

Bruno Guimarães, volante do Athletico-PR e autor do gol


60,4%
Posse de bola do Athletico-PR no primeiro jogo da decisão





Tags

Os comentários não representam a opinião do jornal e são de responsabilidade do autor. As mensagens estão sujeitas a moderação prévia antes da publicação