Exportação de carros

Exportação de carros

postado em 02/07/2014 00:00
O novo acordo automotivo entre Brasil e Argentina, válido por um ano, começou ontem. Com isso, as montadoras instaladas no país poderão vender com isenção de impostos, no máximo, US$ 1,5 para cada US$ 1 importado das concorrentes do país vizinho.

O sistema flexível visa fortalecer a indústria argentina, pois, sem o limite, as exportações para o sócio do Mercosul seriam mais expressivas. O acordo prevê ainda que os setores produtivos dos dois países mantenham participação mínima nos respectivos mercados de veículos, de 11% de automóveis argentinos no Brasil e 44,3% de brasileiros na Argentina. Os compromissos foram assumidos pelas entidades que representam os fabricantes de veículos e autopeças dos dois países.

A previsão é de que, neste período do acordo, as negociações continuem e, a partir do meio do próximo ano, implementem um novo regime, com ampliação do comércio e da política industrial comum.;É um passo importante;, comentou o ministro Mauro Borges, do Desenvolvimento.

Tags

Os comentários não representam a opinião do jornal e são de responsabilidade do autor. As mensagens estão sujeitas a moderação prévia antes da publicação