Admirável Lua Azul

Admirável Lua Azul

Brasilienses vão para as ruas a fim de observar o fenômeno, que ocorre em intervalos de dois a três anos. Na Praça dos Três Poderes, astrônomos amadores e profissionais %u2014 e curiosos em geral %u2014 se reuniram em maior número, com telescópios oferecidos por clube

» NATHÁLIA CARDIM
postado em 01/08/2015 00:00
 (foto: Edy Amaro/Esp. CB/D.A Press)
(foto: Edy Amaro/Esp. CB/D.A Press)

O fenômeno da Lua Azul encantou os moradores do Distrito Federal na noite de ontem. A cada dois ou três anos, o evento no céu chama a atenção das pessoas. Apaixonados por astronomia e curiosos se reuniram na Praça dos Três Poderes a fim de apreciar a noite. Integrantes do Clube de Astronomia de Brasília (Casb) disponibilizaram vários telescópios para os interessados que chegavam a todo momento.

Muitos acreditavam que a Lua estaria realmente azulada. Mas a beleza do astro compensou qualquer frustração. Além disso, os equipamentos oferecidos para os brasilienses na praça serviram também para mirar outros planetas e estrelas, para felicidades dos presentes. O dentista Fernando Figueiredo, 27 anos, foi um dos que achava que a cor estaria diferente. ;Eu achei de verdade que estaria azul;, assumiu. ;Mas foi bom porque nunca a tinha visto num telescópio. De longe parece lisa, mas é cheia de crateras;, completou.


A administradora Carolina Barbosa, 36, disse que, quando soube do fenômeno, se interessou em observar. ;Uma amiga me falou do evento e viemos. É interessantíssimo, a lua fica gigante. Mais linda do que ela já é;, observou Carolina. Apaixonado por fotografia, o analista de sistemas Alex Aleixo, 38, levou todo o equipamento ao local a fim de conseguir o melhor ângulo para clicar a Lua. ;A visibilidade está incrível. Desde quinta-feira, eu estava observando. Hoje (ontem), ela está ainda mais linda;, contou. ;Há dois anos, eu fotografei o fenômeno sem saber do que se tratava, e meus amigos me explicaram. A imagem ficou perfeita. Vou tirar uma ainda melhor desta vez;, garantiu.

Nomenclatura
Alguns historiadores afirmam que o termo blue moon (em português, Lua Azul) surgiu há 500 anos, quando havia debates astronômicos sobre as tonalidades claras e escuras do astro. Estudiosos deduziram, então, que se a Lua oscilava entre tons negros e brancos, ela deveria ser realmente azul. Mas a maioria considerava essa ideia desprovida de senso. Daí, a expressão blue moon passou a significar ;impossibilidade; ou ;alucinação;. Pesquisas mais recentes apostam que a origem do termo popularizou-se há 25 anos, quando um programa de rádio de grande audiência difundiu, nos Estados Unidos, que blue moon é a segunda Lua Cheia do mês.


Tags

Os comentários não representam a opinião do jornal e são de responsabilidade do autor. As mensagens estão sujeitas a moderação prévia antes da publicação