Combate a focos no Torre Palace

Combate a focos no Torre Palace

Prédio abandonado é alvo de operação para eliminar o Aedes aegypti no centro da cidade. Equipes não encontraram resistência da população que ocupa o local

» MARIA EDUARDA CARDIM ESPECIAL PARA O CORREIO
postado em 17/02/2016 00:00
 (foto: Breno Fortes/CB/D.A Press)
(foto: Breno Fortes/CB/D.A Press)


O Torre Palace Hotel recebeu equipes do Serviço de Limpeza Urbana do Distrito Federal (SLU) e da Novacap para realizar a limpeza da área externa do lugar. A ação, que incluiu a retirada de entulhos e lixo, e a poda de árvores e vegetação, ocorreu, principalmente, para ajudar no combate de focos do mosquito Aedes aegypti e para melhorar a aparência do local, que se encontra em uma área central e turística de Brasília.

Os ocupantes do local ; moradores de rua e integrantes do Movimento de Resistência Popular (MRP) ; não mostraram resistência, segundo Odilon Alves, coordenador de Gestão Operacional da Subsecretaria de Gestão das Cidades, e, assim, a atividade ocorreu tranquilamente. ;Sabemos que a parte interior está muito precária, com muito lixo. Mas é uma área privada, então, não entramos nesse mérito;, relatou.

A Vigilância Ambiental efetuou uma ação preventiva contra focos do mosquito dentro do prédio, na segunda-feira. Segundo Edson Silva, morador do local e coordenador do MRP, o subsolo e as caixas d;água no último andar passaram pela vistoria. ;Eles subiram no prédio com bombas de fumaça contra o mosquito e veneno para ratos;, contou.

O prédio, localizado no Setor Hoteleiro Norte, está abandonado desde agosto de 2014 e abriga 120 integrantes do MRP, além de moradores de rua e usuários de drogas. Em 4 de fevereiro, a Subsecretaria de Defesa Civil do Distrito Federal classificou como grave a situação da obra. Com o laudo, o Executivo deve entrar com uma ação judicial contra os proprietários da edificação, pedindo a demolição do local. O documento revela que o prédio não apresenta risco de colapso iminente, mas pediu intervenção no local para reparar os problemas estruturais.

O GDF teve reunião com o presidente do Tribunal de Justiça do Distrito Federal e dos Territórios, desembargador Getúlio de Moraes Oliveira, para saber como andam os processos referentes ao Torre Palace. Em novembro passado, a Justiça determinou a reintegração de posse do prédio, mas a falta de documentos que comprovassem os proprietários fez com que a ação fosse interrompida.

Busca

O taxista Landerson Plácido, 47 anos, aproveitou a presença da Polícia Militar, que estava no local para fazer a segurança durante a atividade, para pedir uma busca atrás de uma bicicleta roubada. Ele registrou a ocorrência pela manhã na 5; DP, quando os amigos informaram que viram o objeto ser conduzido para o interior do edifício abandonado por um suspeito. ;Cheguei por volta das 4h30 para trabalhar e deixei a bicicleta no guarda-volumes. Quando eu voltei, cerca de 40 minutos depois, ela não estava mais lá;, relatou. A Polícia Civil auxiliou na procura, mas o equipamento não foi encontrado. Durante a busca, uma faca foi apreendida no último andar do hotel com um usuário de drogas.

Tags

Os comentários não representam a opinião do jornal e são de responsabilidade do autor. As mensagens estão sujeitas a moderação prévia antes da publicação