SR. REDATOR

SR. REDATOR

postado em 14/12/2016 00:00


Codinomes

É triste e constrangedor o uso de folclóricos apelidos aplicados aos políticos, na dramática situação em que se encontra o Brasil. Trata-se de sinal evidente que a política tupiniquim virou piada desenhada em quadrinhos. O povo acaba rindo da própria desgraça tentando disfarçar a decepção e desilusão.
; Elizio Nilo Caliman,
Lago Norte



Militares
O ministro da Defesa afirmou que os militares não querem privilégios. Esse discurso é enrolação, pois eles são os responsáveis por pelo menos metade do deficit atual da Previdência. Seria lógico incluir os servidores militares nesta reforma, já que o objetivo é reduzir o rombo previdenciário.
; Washington Luiz Souza Costa,
Samambaia DF



He-Man
Renan Calheiros foi, mais uma vez, denunciado por participação nas falcatruas da Petrobras, pelo procurador-geral, Rodrigo Janot. Ele não tem com o que se preocupar. Dos 12 inquéritos que tramitam na Alta Corte, em só um ele se tornou réu para ser julgado sabe-se lá quando. Aliás, ações contra políticos mofam nos escaninhos da Justiça até que, por decurso de prazo, sejam levados para o arquivo morto. Renan seguirá tranquilo até o último dia do mandato como presidente do Congresso, comandando a aprovação dos pacotes de maldade do governo federal. Ele não é He-Man, mas tem a força.
; Olivia Gonzalez,
Sudoeste



Corrupção

Impressionante como os políticos perderam totalmente a vergonha. Denunciados por vários delatores da Operação Lava-Jato, eles têm respostas iguais para desqualificar os denunciantes e o Ministério Público. Algo combinado, muito comum em organizações criminosas. Hoje, o brasileiro não sabe com quais forças institucionais poderá contar para que a roubalheira seja estancada. O Ministério Público da União denuncia os corruptos, mas os processos dos que têm foro privilegiado ficam imóveis no tribunal. Nada acontece, enquanto os delinquentes do Legislativo continuam tramando contra o povo e desfrutando de tudo que roubaram.
; José Ariel Lima,
Sobradinho


; Não deveria haver pena de prisão para os corruptos. Bastaria confiscar todos os bens, inclusive dos parentes próximos, que, na maioria das vezes, são os laranjas do resultado dos crimes praticados. Deixar esse pessoal sem um tostão na conta bancária seria a melhor das punições para quem surrupia o dinheiro públicos. Direta ou indiretamente, os políticos são os matadores de cidadãos que não têm hospital, escola e, a cada governo, vê o Estado lhe subtraindo direitos e conquistas.
; Mário Davoglio,
Octogonal



W3 Sul

A W3 Sul, no passado, a mais bela avenida de Brasília, está largada às traças. Calçadas quebradas, árvores mal podadas, edificações pichadas, sujeira por todos os lados. Abandono total. Anos atrás, foi promovido concurso para revitalização da avenida. Tudo não passou de pirotecnia do governador de plantão. Até hoje nada foi feito. A depredação é chocante. Mas cadê governo para mudar a realidade? Para quem, como eu, que chegou à capital antes da sua inauguração, é muito triste ver a degradação do local, sem que isso incomode o poder público.
; Mauro Vasconcelos,
Asa Sul


Tags

Os comentários não representam a opinião do jornal e são de responsabilidade do autor. As mensagens estão sujeitas a moderação prévia antes da publicação