>> Sr. Redator

>> Sr. Redator

postado em 19/04/2017 00:00

Corrupção

Quero parabenizar o Correio pelo editorial ;Pequenas corrupções; (16/4, pág. 12). Lava-jato sozinha não adianta. Mas não tenha dúvida de que a corrupção não é fato isolado da política nacional. Ela nasce da sociedade, que no nosso caso é bem visível no ;jeitinho;, na lei de Gerson. Está aí o resultado. É um estado de atraso ético, que remonta ao período colonial, quando ser desonesto era uma forma até de sobrevivência. O país se libertou há muito tempo e o brasileiro não se apropriou do país. Isso só se conserta com educação, em que bem poderia ajudar a religião, mas cujo discurso de abstração bíblica não reforça valores, não desperta um pingo de culpa no desonesto. A escola terá grande papel se quisermos mudar esse cenário, pois, de modo geral, nem da família, tampouco da religião, sai o fortalecimento ético no nosso país. E tem que ser educação livre de doutrinação ideológica, que curiosamente incomoda a ONU. Sem educação país nenhum cresce.
; Carlos Frederico,
Asa Norte


; Suborno, propina, carteirada, rouba, mas faz são colocações que nas últimas décadas foram ouvidas pela sociedade. Casos, como Mensalão e Operação Lava-Jato, estampando manchetes em jornais nacionais e internacionais. Quem já não escutou alguém dizer que no Brasil a corrupção é algo natural? Muito se fala que ela faz parte de quem somos. No entanto, a corrupção é fenômeno inerente a qualquer forma de governo, seja democrático, seja despótico, em países ricos ou em desenvolvimento. Boa parte da percepção que somos um país corrupto se deve aos sucessivos escândalos políticos de desvios de dinheiro público e à impunidade dos envolvidos na maioria dos casos. Daí surge outra máxima do senso comum: a de que o poder corrompe. Quando falamos que a corrupção é sistêmica, não estamos nos referindo somente à corrupção generalizada no governo, mas sim em toda a sociedade.
; Renato Mendes Prestes
Águas Claras


; São muitos casos de delações... são descasos demais. O Brasil e o mundo estão chocados. Há chocalhos demais em rabos de cobras ou em pescoços de animais. Até quando, ó Brasil? Até quando, ó cantos mil? Mas que raça de gente sem patriotismo. Ó raça de gente que só pensa em si. Arrombaram e estupraram feio a nossa nação. Falta mais delação? Até quando, ó Brasil? Há diferenças entre sábio e sabia. Até quando, ó pássaros sabiá e peitoril? Em 2018, teremos esses politiqueiros de volta aos palanques? Ou estarão em luxuosos lanches e lanchas? Até quando? Que haja o paraíso do sol quadrado a eles que cometeram crimes!
; Antônio C. Sampaio Machado,
Águas Claras


Mané Garrincha

Mais um ano para desvendar a corrupção na reforma do Mané Garrincha de Brasília. é tempo demais a ser concedido aos corruptos para inventarem pretextos para tentarem enganar as lenientes autoridades da Justiça sobre a realidade dos fatos. Desde a inauguração das obras, já era evidente o desvio de rios de dinheiro corrompendo governo e empreiteiras. Como a Justiça tupiniquim, infiltrada pelo cheiro da corrupção, está mais para empurrar as coisas com a barriga para que tudo fique como está, só restará ao povo se conformar continuando a pagar as contas com o suor e os salgados impostos.
; Elizio Nilo Caliman,
Lago Norte


; O legado da Copa 2014 foi uma fraude, como têm sido os sucessivos governos do Distrito Federal. A alguns podemos atribuir a crise hídrica, pois fizeram a opção de trocar lote por voto. O cerrado pela devastação para as ocupações ilegais. Outros optaram pelas megaobras sem qualquer utilidade para o brasiliense, que na fila vive morrendo por falta de assistência. O legado da Copa é uma aberração. Uma obra que polui o legado de Oscar Niemeyer. Qualquer estúpido sabia de antemão que não passava de veleidade com intenções tortuosas, próprias das vias da corrupção, para rechear o bolso de governantes e seus apaniguados. Hoje, o que era certeza para a maioria dos pensantes se confirma por meio de uma apuração consistente.
; Eduardo Silveira,
Asa Norte

Tags

Os comentários não representam a opinião do jornal e são de responsabilidade do autor. As mensagens estão sujeitas a moderação prévia antes da publicação