Marcas & Negócios

Marcas & Negócios

postado em 06/08/2017 00:00
 (foto: Sabin/Divulgação







)
(foto: Sabin/Divulgação )

LABORATÓRIO SABIN
Excelência na saúde do Brasil


Somando 33 anos de atuação no mercado da saúde em Brasília e presente nas cinco regiões do país, o Sabin segue investindo e qualificando os serviços oferecidos na capital federal. Neste ano, a equipe da instituição ficou ainda maior, com a aquisição do Laboratório Vesalius e com a inauguração da sede. Desde março, a nova estrutura abriga, além das áreas administrativas, o Núcleo Técnico Operacional (NTO) da empresa. ;A nova sede é um projeto flexível, que permite adaptarmos o NTO às tecnologias que estão emergindo, permitindo constante evolução; afirma a presidente executiva do Sabin, Lídia Abdalla Nery.

O prédio tem 14 mil metros quadrados de área construída e fica no Setor de Armazenagem e Abastecimento Norte (SAAN), próximo ao Parque Nacional de Brasília. Pensando em aproveitar os recursos naturais disponíveis, o Sabin optou pela construção sustentável, que, inclusive, recebeu um selo de certificação concedida pela ONG U.S. Green Building Council (USGBC).

Com a novidade, a instituição ampliou e modernizou o Parque Tecnológico. Daí, surgiu a ideia de incorporar um laboratório à estrutura da empresa. O objetivo é internalizar os exames de anatomia patológica no NTO, proporcionando maior agilidade na liberação dos laudos e reforçando a garantia de oferecer serviços de saúde com excelência. ;A nossa intenção com essa parceria é oferecer aos nossos clientes um serviço mais completo e integrado com o padrão de excelência que temos;, assegura Lídia Abdalla.

O grupo explica que ambas as empresas partilham da mesma premissa em ter cuidado com as pessoas, sejam clientes, sejam médicos, sejam colaboradores, além de serem fundamentadas por valores como qualidade, compromisso, ética, respeito e responsabilidade socioambiental.

Medicina diagnóstica
Fundado pelas bioquímicas e sócias Janete Vaz e Sandra Soares Costa, em 1984, o Sabin é uma das maiores empresas de medicina diagnóstica do país. O sonho começou com apenas três funcionários em um laboratório. Em 2014, a empresa chegou a um nível de maturidade em que as sócias decidiram se dedicar às questões mais estratégicas na organização e nomear pessoas com alto conhecimento do negócio para conduzir o dia a dia da empresa. Atualmente, o Sabin contabiliza mais de 220 unidades de atendimento distribuídas pelo Distrito Federal e em 10 estados brasileiros: Goiás, Bahia, Minas Gerais, Pará, Tocantins, Amazonas, Mato Grosso do Sul, Paraná, São Paulo e Roraima.

A empresa também coleciona prêmios e títulos importantes nas áreas de gestão, sustentabilidade e pesquisa técnico-científica e está entre as 10 melhores para se trabalhar no Brasil, segundo ranking da Great Place to Work Institute (GPTW), da Revista Exame. ;Acredito que o segredo para o sucesso é saber aproveitar as oportunidades que são oferecidas, além da busca constante por conhecimento;, conta Lídia.

;Acredito que o segredo para o sucesso é saber aproveitar as oportunidades que são oferecidas, além da busca constante por conhecimento;
Lídia Abdalla Nery, presidente executiva do Sabin



Gente


ALEXANDRE BANDEIRA


Alta complexidade na consultoria

O jornalista Alexandre Bandeira, 46 anos, sempre se sentiu atraído pelo cenário político do Brasil e do mundo. Pela profissão, testemunhou histórias marcantes do país, como a CPI dos Anões do Orçamento, o impeachment do ex-presidente Fernando Collor e a criação do Plano Real. Em 1995, porém, resolveu investir sua paixão no meio dos negócios. ;A complexidade das engrenagens da gestão do poder me seduziram para que deixasse os microfones e passasse para os bastidores da formulação estratégica dentro da política;, afirma. Criou-se, então, a Strattegia Grupo, empresa de consultoria especializada em mercados de alta complexidade ou não convencionais.

A empresa realiza um atendimento especializado, no qual cada estratégia é definida cliente a cliente, projeto a projeto. Alexandre explica que funciona como se fosse um projeto de alfaiataria: só serve, sob medida, àquele determinado cliente e não pode ser replicada ou reutilizada. Dessa forma, a Strattegia atua tanto em consultoria quanto em assessoria plena, nas quais são responsáveis pela elaboração tática, a gestão do marketing e a coordenação da comunicação. ;Fazemos isso porque temos o compromisso com o resultado de quem nos contrata;, conta.

Para os próximos anos, Alexandre acredita que o modelo de atuação da empresa é o que vai sustentá-los durante a crise econômica e política, principalmente em 2018, ano de eleição. ;Há mais restrição, controle e adversidades de um lado e menos capital circulante do outro. Isso exige maior assertividade nas estratégias implementadas;, ressalta

Como é a rotina de trabalho? Trabalha de segunda a sexta?
Quando você assume compromisso com o resultado do cliente, não dá para enquadrar as demandas somente de segunda a sexta-feira, das 8h às 18h. Aliás, é muito normal que atividades aconteçam fora do horário comercial ou mesmo no fim de semana. Mas isso não é um problema, pois trabalho com o que me dá prazer. Nem posso dizer que tenho uma rotina, já que os dias são muito diferentes uns dos outros e muito variável até dentro do próprio dia. Essa diversidade ajuda a manter o trabalho oxigenado e sempre interessante.

Como o senhor equilibra a vida profissional e pessoal?

A vida profissional acaba fazendo parte da vida pessoal. Da mesma forma como não compartimentalizo o trabalho por dias e horários, também não o separo do meu dia a dia em geral. É importante lembrar que minha esposa, a administradora Graciela Matos, trabalha comigo e supervisiona todas as atividades da Strattegia e, geralmente, me acompanha nas reuniões com os clientes. Assim, é muito natural que o trabalho esteja presente em nossa casa.

Quais são os seus afazeres no dia a dia do trabalho?
Além de diretor executivo da Strattegia, sou o diretor Regional, no DF, da Associação Brasileira de Consultores Políticos (ABCOP). Assim, fora as atividades produtivas da própria consultoria, preciso atender as demandas institucionais, mantendo um permanente contato com a classe política e atendendo organizações e diversos veículos de imprensa nacionais e internacionais, que precisam de análises sobre a situação política do Brasil.

O que o senhor mais gosta de fazer quando não está trabalhando?
Estar em casa

Tags

Os comentários não representam a opinião do jornal e são de responsabilidade do autor. As mensagens estão sujeitas a moderação prévia antes da publicação