Trump ataca investigação

Trump ataca investigação

postado em 19/03/2018 00:00
Enquanto, na Rússia, eleitores iam às urnas votar, nos Estados Unidos, o presidente Donald Trump voltou a atacar as investigações sobre a eventual intromissão de Moscou na disputa americana de 2016, na qual derrotou a democrata Hillary Clinton. No Twitter, Trump considerou novamente injusto o trabalho desenvolvido pelo procurador-especial e ex-chefe do FBI, Robert Mueller.

;Alguém acha que isso é justo? E, no entanto, NÃO HÁ CONLUIO!”, postou o presidente republicano, negando mais uma vez relações entre sua equipe de campanha e o governo russo de Vladimir Putin. Donald Trump insistiu na tecla de que as investigações são impulsionadas por democratas, segundo ele, ;endurecidos;.

Os tuítes de ontem foram os últimos movimentos de uma estratégia cada vez mais intensa contra o procurador-especial. ;Por que a equipe de Mueller tem 13 democratas endurecidos, alguns grandes partidários da desonesta Hillary e zero republicanos? Acrescentou recentemente outro democrata;, destacou Donald Trump.

Credibilidade
Até agora, o presidente havia se abstido de atacar Mueller diretamente. Respeitado em ambas as correntes políticas, Mueller havia sido nomeado chefe do FBI pelo presidente republicano George W. Bush e mantido no cargo pelo presidente democrata Barack Obama.

O presidente também criticou o ex-subdiretor do FBI Andrew McCabe, demitido na última sexta-feira, dois dias antes de sua aposentadoria, e o ex-diretor do FBI James Comey, que Trump exonerado no ano passado pela investigação sobre a Rússia.

Como se tornou praxe, McCabe foi demitido pelo Twitter. No dia seguinte, também em seu perfil na rede social, o presidente americano comemorou abertamente a exoneração, saudando a partida do ex-integrante do FBI como ;um grande dia para a democracia;. McCabe tinha renunciado ao cargo de vice-diretor em janeiro, mas continuava sendo funcionário da Polícia Federal americana, aguardando a aposentadoria.



Tags

Os comentários não representam a opinião do jornal e são de responsabilidade do autor. As mensagens estão sujeitas a moderação prévia antes da publicação