Antônio Guerra Vicente, 76 anos

Antônio Guerra Vicente, 76 anos

postado em 14/01/2019 00:00
 (foto: Edilson Rodrigues/CB/D.A Press - 2/3/06)
(foto: Edilson Rodrigues/CB/D.A Press - 2/3/06)

O corpo do violoncelista Antônio Guerra Vicente, 76 anos, será sepultado hoje, às 15h30, no Cemitério Campo da Esperança da Asa Sul. Ele morreu na madrugada de domingo devido a complicações decorrentes de um linfoma, que afetou o sistema sanguíneo. Professor aposentado do Departamento de Música da Universidade de Brasília (UnB), o músico fundou o Quarteto de Brasília, com a mulher, a violonista Ludmila Vinecka, a professora de viola da UnB Glêsse Collete e o ex-spalla e atual regente da Orquestra Sinfônica do Teatro Nacional, Cláudio Cohen. ;Guerrinha, além de excepcional músico, foi um mestre que contribuiu para a formação de diversas gerações de violoncelistas;, lamentou o amigo Cohen.

Com o grupo, Guerrinha, como era carinhosamente tratado por amigos e familiares, fez turnês pelos Estados Unidos e países da Europa e da Ásia. Colecionou prêmios pelo elevado nível técnico dos quatro integrantes e pelo repertório eclético, que contemplava compositores clássicos, sem deixar de lado a música popular.

O trabalho do professor, admirado por colegas e ex-alunos, foi reconhecido também no exterior. Em 2016, ele foi agraciado com o título de Cidadão do Mundo pela Paz, concedido pela Academia Internacional de Cultura. ;Ele deixa um grande legado, mas também muita saudade para os que desfrutavam de sua incrível convivência;, escreveu o maestro Cláudio Cohen, em sua página no Facebook.

A professora Glêsse Collete, emocionada, também usou a rede social para expressar sua tristeza com a perda do amigo: ;O Guerra foi um grande mestre para todos nós. Foram mais de 30 anos fazendo música juntos. Não consigo dizer mais nada no momento;.

Diz um velho ditado que ;quem puxa aos seus não degenera;. Guerrinha era filho do importante compositor e um dos fundadores da Orquestra Sinfônica do Theatro Municipal do Rio de Janeiro José Guerra Vicente. Ao remexer as coisas deixadas pelo pai, Antônio encontrou um bloquinho de anotações e muitas informações escritas pelo compositor nas partituras. Com esse material, Guerrinha conseguiu compor o livro José Guerra Vicente ; O compositor e sua obra, lançado em 2006.

Além da mulher Ludmila, Antônio Guerra deixa dois filhos: Augusto Guerra Vicente, violoncelista da Orquestra Sinfônica do Teatro Nacional Claudio Santoro, e Helena Guerra Vicente, professora de linguística da Universidade de Brasília. O velório será na Capela 7, das 10h às 15h30



Tags

Os comentários não representam a opinião do jornal e são de responsabilidade do autor. As mensagens estão sujeitas a moderação prévia antes da publicação