Flu arranca empate em Itaquera

Flu arranca empate em Itaquera

Com Oswaldo de Oliveira na tribuna de honra e sob a batuta do interino Marcão, tricolor segura 0 x 0 contra o Corinthians

postado em 23/08/2019 00:00
 (foto: Nelson Almeida/AFP
)
(foto: Nelson Almeida/AFP )


O Corinthians não conseguiu manter o ritmo adotado nos últimos jogos ante um Fluminense que ainda se apresentou com a cara de Fernando Diniz, técnico demitido no início da semana. No primeiro encontro pelas quartas de final da Copa Sul-Americana, o Timão ficou apenas no 0 x 0 dentro da Arena. Agora, terá de buscar a vaga às semifinais longe de seus domínios. O sobrevivente do confronto brasileiro vai encarar o Independiente Del Valle do Equador. De alento aos corintianos, fica o fato de assegurar a classificação com qualquer empate com gols no Rio.

Se havia dúvida por parte dos corintianos sobre a postura que o Fluminense adotaria diante da recente demissão do técnico Fernando Diniz, não demorou para perceber que Marcão, o auxiliar que assumiu o comando interinamente, manteria boa parte das ideias de seu ex-companheiro de clube.

Toques verticais e arriscados na transição entre defesa e ataque, o goleiro Muriel bastante participativo com os pés e com Ganso e Nenê orquestrando a movimentação ofensiva. A estratégia carioca também chamava atenção pelo recuo acentuado sem bola e os contra-ataques perigosos, principalmente nas costas de Danilo Avelar.

O Corinthians demorou a entender seu adversário, confundiu-se na movimentação e não conseguiu exercer a pressão tão aguardada por seus torcedores. Só após os 30 minutos de jogo, os mandantes conseguiram incomodar e ditar o ritmo do confronto, ainda assim sem uma grande finalização.

Apesar das escalações mantidas para o segundo tempo, as posturas mudaram, pelo menos no início. Pedrinho, Fagner e Urso tentaram reeditar as tabelas pela direita. A marcação alta deu resultado e o Corinthians esboçou pressionar.

Durou pouco. Fábio Carille, então, apostou em Jadson no lugar de Vital. Depois, Boselli e Gustavo entraram nas vagas de Love e Pedrinho, respectivamente. Fora de campo, a torcida percebeu o momento e fez o que pôde para levar o Timão à vitória.

Não adiantou. Na base do abafa, apostando sem qualquer receio nas bolas cruzadas à área, o Corinthians viu frustrada sua intenção de levar ao Rio qualquer tipo de vantagem no placar. Uma cabeçada de Gustavo que parou em Muriel e no travessão fora o lance de maior lamentação.

Agora, Corinthians e Fluminense voltam a se enfrentar na quinta-feira que vem, no Maracanã, pelo duelo de volta.

;Não é o resultado que a gente esperava, mas colocamos a bola no chão e buscamos o jogo. O gol fora tem a sua importância, nós não tomamos;
Fágner, lateral do Corinthians

River triunfa

Com gols de Fernandez e de Borre, o River Plate, atual campeão da Libertadores, bateu o Cerro Porteño por 2 x 0, ontem, no Monumental de Núñez, em Buenos Aires, e abriu vantagem nas quartas de final da Copa Libertadores. O time pode até perder por 1 x 0 no Paraguai.


Ficha técnica

Corinthians 0

Cássio; Fagner, Manoel, Gil e Danilo Avelar; Gabriel, Pedrinho (Gustavo), Júnior Urso, Mateus Vital (Jadson) e Clayson; Vagner Love
Técnico: Fábio Carille

Fluminense 0
Muriel, Igor Julião, Nino, Frazan e Caio Henrique; Allan, Daniel (Caio Vinicius) e Paulo Henrique Ganso (João Pedro); Nenê, Marcos Paulo (Wellington Nem) e Yony González
Técnico: Marcão

Cartões amarelos: Vital, Gabriel, Love (COR); Nenê, Caio Henrique (FLU)
Público: 37.266 pagantes
Renda: R$ 1.699.012
Árbitro: Andres Rojas (Colômbia)





Tags

Os comentários não representam a opinião do jornal e são de responsabilidade do autor. As mensagens estão sujeitas a moderação prévia antes da publicação