A vez dos ipês-brancos

A vez dos ipês-brancos

Brasilienses têm de correr se quiserem registrar a beleza da nova cor, de florada mais rápida e rara

» EMILLY BEHNKE
postado em 16/09/2019 00:00
 (foto: Fotos: Emilly Behnke/Esp. CB/D.A Press)
(foto: Fotos: Emilly Behnke/Esp. CB/D.A Press)

Criando a ilusão de flocos de neve no auge da seca do Cerrado, os ipês-brancos começaram a florescer em Brasília. Eles chegam para competir com os amarelos, mais robustos. As duas espécies iniciaram as floradas juntas, mas a branca é mais rara e de menos tempo.

Segundo Raimundo Silva, chefe do Departamento de Parques e Jardins da Companhia Urbanizadora da Nova Capital do Brasil (Novacap), as flores dos ipês-brancos duram de 3 a 5 dias. Eles se diferenciam pela capacidade de florir mais de uma vez, podendo chegar a três vezes. São 15 mil árvores do tipo espalhadas pela cidade, que podem abrir suas flores entre agosto e outubro.

Cor preferida da estudante Ana Clara Santos, 17 anos, o branco dá uma leveza para a cidade, ela acredita. ;Eu e minha mãe somos apaixonadas. Toda vez que vejo, tiro foto, até fico alegre;, comenta a moradora de Ceilândia.

Alécio Almeida, 33, gosta dos ipês-brancos por serem mais raros. Morador da Candangolândia, o analista de sistemas defende que os ipês sejam mais distribuídos pelo território. ;É uma característica de Brasília que deveria ser mais bem explorada. Eu sinto falta deles nas outras regiões administrativas.;

Já para Giovana Victória Nobre, 17, não tem discussão: os amarelos são os preferidos. Mas como moradora do Sudoeste desde que nasceu ; uma das áreas com mais ipês no DF ;, ela reconhece a beleza dos branquinhos. ;Eu acompanho todo ano a floração deles. Dá uma alegria na cidade. Devia ter em todos os lugares.;

Brancos ou amarelos, os pontos de cor na cidade devem aumentar, como sugerem Alécio e Giovana. ;A Novacap planeja plantar 20 mil ipês em todo o DF, 3 mil deles brancos;, afirma o chefe do Departamento de Parques e Jardins.

Paleta de cores

A próxima temporada será dos ipês-rosas, os últimos antes de as chuvas voltarem. A sequência de florada começa pelo roxo, seguido do amarelo, do branco e do rosa. Menos conhecido é o ipê-verde que floresce após o rosa, mas recebe pouca atenção por sua cor não se destacar tanto.

Tags

Os comentários não representam a opinião do jornal e são de responsabilidade do autor. As mensagens estão sujeitas a moderação prévia antes da publicação