Cabeças da folia

Paula Takahashi e Carolina Braga
postado em 03/03/2014 00:00
 (foto: Gladyston Rodrigues/EM/D.A PRESS)
(foto: Gladyston Rodrigues/EM/D.A PRESS)

Sem pudor e com o único e exclusivo propósito de curtir a folia, deu de tudo na cabeça dos foliões que entraram no clima e foram para a rua brincar o carnaval de Belo Horizonte. Não faltou mulher em cabeça de homem, com direito a sombra, cílios postiços, blush e batom. No meio da multidão, a roupa pouco importava. O que ganhou destaque mesmo foi o colorido, a criatividade e, claro, a excentricidade que dominou rostos e cabelos. Os acessórios foram de flores a coroas, coraçõezinhos a purpurina, chapéu de cowboy e até pescoço de girafa. Os mais empolgados capricharam na maquiagem, rechearam a fantasia de detalhes e não abriram mão de adereços para completar o visual. Mesmo os mais contidos não passaram batido. Uma flor a tiracolo, adesivo na bochecha e uma simples máscara da Galinha Pintadinha já foram suficientes para criar o clima. Clima que podia ser de comédia, mistério, sensualidade e até nostalgia. O que as centenas de cabeças que invadiram os bloquinhos de BH queriam mesmo era curtir a brincadeira.

Tags

Os comentários não representam a opinião do jornal e são de responsabilidade do autor. As mensagens estão sujeitas a moderação prévia antes da publicação