Arsenal e carros caros

Arsenal e carros caros

postado em 24/01/2015 00:00
 (foto: Fotos: PCDF/Divulgação)
(foto: Fotos: PCDF/Divulgação)

Conhecido como Marcelo Zoio Verde, por causa da cor do olhos, Marcelo Gomes de Oliveira foi preso em uma casa do Park Way, em maio de 2014, após uma operação conjunta entre as polícias de Goiás e de Brasília, que deteve outras 14 pessoas. A ação foi realizada por agentes da Delegacia Estadual de Repressão a Narcóticos (Denarc) de Goiás e da Coordenação de Repressão às Drogas da Polícia Civil do DF (Cord).


À época da prisão, os policiais apreenderam na residência do acusado 200kg de pasta-base de cocaína, uma pistola, uma carabina e uma submetralhadora MT 40 roubada da Polícia Militar do Piauí, além de munição para fuzil e R$ 70 mil.
De acordo com a Polícia Civil de Goiás, a quadrilha tinha duas fazendas com mais de 7 mil hectares e 1,5 mil cabeças de gado. Na operação, também foram apreendidas joias e 22 veículos nacionais e importados. Além disso, o líder do grupo era dono de um posto de combustíveis e tinha participação em uma casa de câmbio que, segundo os investigadores, fornecia dólares para o esquema.


Comprovantes bancários recolhidos pelos policiais indicaram um saldo de R$ 4 milhões na conta dele em março passado. Marcelo usava postos de gasolina e outras empresas para fazer a lavagem do dinheiro, segundo a polícia.
Na capital federal, o acusado era o principal fornecedor de pequenos traficantes, principalmente em Ceilândia, segundo delegados da Cord. Aos mais próximos, ele vendia o quilo da droga por R$ 10 mil. Mas a mesma quantidade também poderia custar até R$ 15 mil.

Tags

Os comentários não representam a opinião do jornal e são de responsabilidade do autor. As mensagens estão sujeitas a moderação prévia antes da publicação