Crônica da Cidade

Crônica da Cidade

por Conceição Freitas conceicaofreitas.df@dabr.com.br
postado em 23/07/2015 00:00

Mistérios de Brasília

Brasília se deita de frente para o sol, gira em torno de si mesma para conferir a circunferência da Terra. Brasília tem um céu de quatro estações, num mesmo céu, num mesmo dia, hora e local. Chove a leste, faz sol a oeste, fica nebuloso ao sul e o céu se entreabre ao norte. Brasília não te mata de opressão. Ela sempre te lembra que há um horizonte que pode ser alcançado.

Brasília reúne o Brasil, foi feita por 60 mil operários brasileiros. O Nordeste e o Norte desceram para construir algo que eles não sabiam exatamente o que era, mas, siderados pelo sorriso de Juscelino e pela terra revolta e pelo ronco dos tratores, eles trocaram o dia pela noite para lançar o concreto na utopia de Lucio Costa e Oscar Niemeyer.

Brasília é uma cidade derramada, bucólica, ;cidade planejada para o trabalho ordenado e eficiente, mas, ao mesmo tempo, cidade viva e aprazível, própria ao devaneio e à especulação intelectual, capaz de tornar-se, com o tempo, além de centro de governo e administração, num foco de cultura dos mais lúcidos e sensíveis do país;, como escreveu Lucio Costa no Relatório do Plano Piloto de Brasília.

Brasília é o Plano Piloto, mas não apenas ele. Brasília transformou a utopia em realidade e a realidade ficou maior, mais diversificada, mais bela e mais brasileira que o sonho. Brasília é uma borboleta rodeada de 29 cidades, ricas, remediadas e pobres. Brasília é múltipla, é larga e aberta como Samambaia, nobre como Lago Sul, interiorana e agrícola como Brazlândia, agitada como Taguatinga, nordestina como Ceilândia, religiosa como Santa Maria, lindamente esticada num vale como São Sebastião.

Brasília é a capacidade brasileira de inventar, de improvisar, de resistir. Brasília é a demonstração de que o Brasil é um país que sabe ser moderno de seu jeito, que tem um modo muito singular de se apresentar ao mundo.

Brasília é espanto e estranhamento. Brasília é muito sol e muita chuva, muito calor e doce frio, Brasília é cinza, verde e vermelha. Brasília é mais, muito mais que a capital do poder. É a cidade que Lucio Costa inventou e Niemeyer ocupou para que os brasileiros nunca se esqueçam do que são capazes. Brasília é uma inspiração brasileira.

Tags

Os comentários não representam a opinião do jornal e são de responsabilidade do autor. As mensagens estão sujeitas a moderação prévia antes da publicação