Privatização de aeroportos

Privatização de aeroportos

postado em 12/09/2015 00:00
O governo federal formalizou ontem a inclusão dos aeroportos internacionais de Porto Alegre, Salvador, Florianópolis e Fortaleza na nova etapa de concessões à iniciativa privada, anunciada em junho. Decreto publicado no Diário Oficial da União insere os quatro terminais no Programa Nacional de Desestatização (PND).

Pelo documento, a Agência Nacional de Aviação Civil (Anac) será responsável pela execução e pelo acompanhamento do processo de desestatização dos serviços públicos explorados nos aeroportos. O processo ficará sob a supervisão da Secretaria de Aviação Civil da Presidência da República (SAC), que assumirá a condução e a aprovação de estudos, projetos, levantamentos ou investigações que subsidiarão a modelagem das licitações.

A nova etapa do Programa de Investimento em Logística (PIL) inclui exploração de aeroportos, rodovias, ferrovias e portos. No caso dos terminais aéreos, o objetivo das concessões é aperfeiçoar a qualidade dos serviços, criar novos hubs regionais e promover o turismo.

A previsão do governo é que os leilões comecem no primeiro trimestre de 2016. Os investimentos previstos nesses aeroportos são de R$ 2,5 bilhões em Porto Alegre; R$ 3 bilhões em Salvador; R$ 1,1 bilhão em Florianópolis; e R$ 1,8 bilhão em Fortaleza.

Tags

Os comentários não representam a opinião do jornal e são de responsabilidade do autor. As mensagens estão sujeitas a moderação prévia antes da publicação