Dilma nega ser refém do ajuste

Dilma nega ser refém do ajuste

Presidente não participa do lançamento de fábrica da Fibria, mas manda discurso, em que garante ter agenda de desenvolvimento

» PAULO SILVA PINTO Enviado Especial
postado em 31/10/2015 00:00
Três Lagoas (MS) ; Em discurso lido pela ministra da Agricultura, Kátia Abreu, a presidente Dilma Rousseff afirmou ontem que seu governo não depende exclusivamente das medidas de equilíbrio das contas públicas. ;Não estamos prisioneiros da agenda de ajuste. Temos uma agenda consistente de desenvolvimento;, disse Kátia Abreu ao ler o pronunciamento que seria da presidente no lançamento da pedra fundamental da nova fábrica de celulose da Fibria.

Pouco depois de ler o discurso, porém, Katia Abreu defendeu a volta da CPMF, sem mencionar o nome do tributo. ;Ou absorvemos impostos colocados democraticamente ou optamos pelo imposto inflacionário.; A ministra representou a presidente Dilma Rousseff, que cancelou viagem a Mato Grosso do Sul porque sua mãe, Dilma Jane, passou mal.

Em entrevista coletiva a jornalistas depois do evento, Kaátia Abreu defendeu que o Congresso aprove as medidas de austeridade, incluindo aumento de tributos. ;Com relação ao ajuste fiscal, ou votamos as medidas propostas pela Fazenda, ou optamos pelo pior imposto que existe, o inflacionário;, repetiu.

A Fibria, maior produtora global de celulose de fibra curta, lançou ontem oficialmente a construção de sua segunda fábrica no município às margens do Rio Paraná. A unidade vai ficar pronta até o fim de 2017 e será a maior linha de produção de celulose do mundo, com capacidade de 1,75 milhão de toneladas por ano. A unidade em funcionamento atualmente produz 1,3 milhão de toneladas. Vai, no total, portanto, para 3,05 milhões anuais.

Os investimentos previstos são de R$ 7,7 bilhões, dos quais 40% deverão vir da geração de caixa da empresa. O Banco Nacional de Desenvolvimento Econômico e Social (BNDES) deverá entrar com R$ 1,4 bilhão. O governo sul-mato-grossense vai abater até 90% do Imposto sobre Circulação de Mercadorias e Serviços (ICMS) quando a produção começar.

O repórter viajou a convite da Fibria

Tags

Os comentários não representam a opinião do jornal e são de responsabilidade do autor. As mensagens estão sujeitas a moderação prévia antes da publicação