A era das panelas

A era das panelas

Na hora de enfrentar a crise, a redução dos custos de produção de preparos feitos em um único recipiente vem como uma ajuda

Renata Rios Rebeca Oliveira
postado em 13/11/2015 00:00
 (foto: Ana Rayssa/Esp. CB/D.A Press)
(foto: Ana Rayssa/Esp. CB/D.A Press)






Em meio à crise, na hora de comer fora, cada centavo economizado faz diferença. Por isso, a sugestão desta semana do Divirta-se Mais é apostar em preparos feitos em uma panela.

A forma mais simples de fazer uma receita conta com diversas vantagens, que são repassadas ao bolso do comensal na hora que chega a conta.

Os preparos de uma só panela não deixam a desejar em qualidade e sabor. Na lista de receitas, estão pratos tradicionais, como a paella, o yakisoba e o arroz de forno, tipicamente brasileiro.

No La Tambouille, a sugestão é a caldeirada de frutos do mar. ;Cada ingrediente se complementa e o sabor fica maravilhoso no fim;, aponta Reginaldo Vieira, gerente do restaurante.

O preparo com apenas uma panela gasta menos gás, requer menos mão de obra e, normalmente, leva menos tempo para ser feito. No Le Sorelle, o risoto de três cogumelos é um exemplo que utiliza apenas um recipiente.

;Dessa maneira, o tempo de preparo fica menor, além de reduzir o custo de produção;, explica Mirella Calorio, sócia da casa.

O gerente do Chão de Estrelas, Lúcio Gomes, ressalta outro ponto, no entanto. ;O custo do prato é principalmente dos ingredientes. Então, apesar de baixar o preço, não faz diferença na matéria-prima, que é o mais caro dos pratos;, alerta.

Confira o endereço das casas citadas nessa matéria na página 8.

Para quem tem restrições
na le sorelle, as massas são pensadas muito além do sabor. Entre as sugestões do cardápio, o cliente encontra opções vegetarianas, veganas, sem glúten e sem lactose. O risoto de três cogumelos (R$ 39,90, o kg) é uma alternativa vegetariana.

;Esse é um prato bem leve e suave, o que permite que o sabor dos cogumelos seja sentido, além da textura interessante que eles dão;, descreve a sócia da casa, Mirella Calorio. Os cogumelos utilizados na receita são shimeji, shitake e funghi, mais arroz arbóreo com queijo. ;Esse risoto pode ser feito também sem o queijo, e fica vegano e sem lactose;, complementa Mirella.

Outras sugestões que a sócia dá são as massas, ponto alto da casa. Há lasanhas, como a de fungi (R$ 43,90), ou a de creme de espinafre (R$ 32,90), que servem muito bem aos vegetarianos. Outra combinação que a proprietária sugere é o nhoque de abóbora com molho de charque (R$ 43,90). ;Aqui, temos a flexibilidade de cada um fazer o pedido de acordo com o que deseja, apenas sugerimos algumas combinações;, afirma.

Tags

Os comentários não representam a opinião do jornal e são de responsabilidade do autor. As mensagens estão sujeitas a moderação prévia antes da publicação