360 Graus

360 Graus

por Jane Godoy janegodoy.df@dabr.com.br
postado em 28/11/2015 00:00
 (foto: Edy Amaro/Esp. CB/D.A Press)
(foto: Edy Amaro/Esp. CB/D.A Press)

Todos estão convidados a visitar ou participar da Festa de Natal do Correio Solidário, uma tradição que acontece em todos os meses de dezembro. No Colégio Mackenzie, no Lago Sul, no dia 13 , as crianças das creches assistidas terão seu dia de conto de fadas. Os voluntários podem se inscrever através do telefone 3214-1403, com Idalina.






Quatro anos a serviço das crianças

Todos os brasilienses; ou quase todos ; conhecem muito bem a epopeia que foi a realização de um sonho e a execução de um projeto tão necessário para a saúde das crianças de Brasília: a construção de um hospital que fosse inteiramente dedicado a elas.

Capital do país, para onde convergem, há 55 anos, pessoas de norte a sul e de leste a oeste, fazia muita falta um hospital dedicado exclusivamente ao atendimento às crianças, principalmente às portadoras de câncer e hemopatias. A luta, a ajuda da população, as festas e outros eventos beneficentes, além de muitos outros recursos, transformaram a busca pela concretização do sonho em uma incansável empreitada.

Os anos se passaram, o trabalho e o sonho continuaram e agora, para felicidade de todos, lá está a primeira etapa, que completou neste mês de novembro quatro anos de existência.

A festa de comemoração foi na quarta-feira (25), com uma homenagem àquela que, como vice-primeira-dama do país, arregaçou as mangas e foi à luta: Mariza Campos Gomes da Silva, viúva do vice-presidente José Alencar, que deu o nome ao Hospital da Criança de Brasília.

A Orquestra Sinfônica do Teatro Nacional se apresentou, regida pelo maestro Claudio Cohen, com um belo repertório, em que se incluiu a soprano Della Henry, que interpretou a Ave Maria, de Charles Gounod. A paciente Bianka Nascimento cantou Maria Maria, de Milton Nascimento; e Maria Inês Nogueira, acompanhada ao piano por Luiz Quintanilha, interpretou Lili Marlene, em alemão, de Hans Leip e música de Norbert Schultze, oferecendo-a à amiga Mariza.

Ilda Peliz, presidente da Abrace, ofereceu à homenageada uma escultura do artista José Bento, com uma placa comemorativa. Uma bela festa, que contou com a presença do governador, Rodrigo Rollemberg, e sua Márcia, além do secretário de Saúde, Fábio Gondim.

Deisi Noeli Weber Kusztra, da World Family Organization (WFO), que constrói o segundo pavilhão do hospital, num discurso otimista e cheio de entusiasmo, garantiu a todos que, em novembro de 2016, estaremos ali para a inauguração do segundo bloco ; o que contou com a garantia do governador Rollemberg.



PINCELADAS


O maestro CLaudio Cohen (foto) esteve, neste mês de novembro, dirigindo a North Czerch Philharmonic Orquestra Teplice, na República Tcheca. Essa orquestra tem mais de 180 anos, sendo muito respeitada e tradicional naquele país. No programa, obras de Carlos Gomes, Gustav Mahler e Dvorak, o mais importante compositor tcheco. Nem é preciso frisar que foi um sucesso.



Na terça-feira, às 20h, o maestro vai reger a Orquestra Sinfônica do Teatro Nacional no Santuário Dom Bosco, com o apoio da Embaixada da Áustria, e um programa dedicado ao compositor W.A. Mozart.



A ministra Assusete Domont Magalhães e o marido, Júlio César Magalhães, mais a vovó Socorro Alencar, não se cansam de contemplar o pequeno Rodrigo, o segundo netinho, que nasceu na quinta-feira (12), no Hospital Santa Lúcia. Ana Carolina e Leonardo Alencar (foto), pais do bebê, e o irmãozinho Henrique, estão em estado de graça.




PAINEL

Dia da mais bela feira/
Hoje é dia de conhecer e prestigiar os trabalhos das embaixatrizes que, lideradas pela presidente do Grupo de Cônjuges dos Chefes de Missão (GCCM), embaixatriz do Líbano Sanna Debs Tabbara, preparam a monumental Feira Internacional das Embaixadas, que está em sua 11; edição, um evento cultural/beneficente. Este ano, acontecerá no Est[adio Nacional de Brasília Mané Garrincha, das 9h às 18h. Todas as participantes são voluntárias e, o que é muito importante, têm o objetivo de arrecadar fundos para os projetos sociais no Brasil. Cada representação diplomática tem se esmerado, há meses, nos preparativos para este grande dia. Por meio de doações e vendas de produtos típicos de cada país participante, serão arrecadados fundos para apoiar e ajudar ações e instituições brasileiras de caridade. As diversas culturas presentes transformam o evento em uma rica experiência, na promoção de cultura, conhecimento e entretenimento. Os visitantes terão oportunidade de degustar a gastronomia de vários países, apreciar (e comprar) produtos internacionais, assistir a danças, artesanato, pinturas, roupas e comidas típicas, como no caso do estande da Bélgica, por exemplo, que vai oferecer crepes, cervejas típicas, waffles, chocolates. As secretarias de Turismo, Cultura, Esporte, Educação e Promoção do Governo do Distrito Federal fizeram parceria com o grupo de embaixatrizes, transformando o evento numa vitrine de excelência cultural e comercial de cada um dos mais de 100 países participantes.

Tags

Os comentários não representam a opinião do jornal e são de responsabilidade do autor. As mensagens estão sujeitas a moderação prévia antes da publicação