Positivo para Brasília

Positivo para Brasília

postado em 25/10/2016 00:00

A capital do país está repleta de empreendedores da cerveja que contam os minutos para a inclusão do setor no Simples Nacional. Segundo a Associação dos Cervejeiros Artesanais do Distrito Federal (Acerva Candanga), pelo menos 20 empreendedores locais apresentaram interesse em abrir o próprio negócio e grande parte deles desistiu por conta da burocracia e alta carga de impostos.

;O Distrito Federal tem um grande potencial neste mercado. E a inclusão do setor no Simples Nacional vai favorecer demais aquele que está iniciando um negócio. Hoje existem muitos atuando na ilegalidade e sempre lutamos para que eles se formalizem;, explica Zeca Reino, presidente da Acerva.

O empresário Marco Aurélio de Faria resolveu se arriscar e, mesmo com a atual carga tributária, está com toda a documentação pronta para que, em 90 dias, a Máfia Beer comece a funcionar a todo vapor em São Sebastião. ;Muitos outros aqui na capital têm potencial para abrir o próprio negócio, mas infelizmente a Receita Federal não pesa o quanto ela poderia arrecadar trazendo outras pessoas que estão na informalidade;, lamenta.

Segundo Faria, em Brasília a carga tributária chega a 69%. ;Dentro desse patamar, se não temos uma empresa bem enxuta, o empreendimento fica inviabilizado.; Ele conta que, no mercado de cerveja artesanal, quem era da capital saiu da cidade, por causa dos impostos. ;Em Alexânia, há isenção de ICMS, o que facilita muito.; (LM)

Tags

Os comentários não representam a opinião do jornal e são de responsabilidade do autor. As mensagens estão sujeitas a moderação prévia antes da publicação