>> DEU no www.correiobraziliense.com.br

>> DEU no www.correiobraziliense.com.br

postado em 22/02/2018 00:00
Sirenes alertam para chuva forte no Rio
A cidade do Rio de Janeiro está em estado de alerta, devido o temporal começou a cair na cidade na noite de ontem. Sirenes foram acionadas em diversas comunidades, para que os moradores procurassem lugares seguros. Até o fechamento da edição não havia notícias de desabamentos, apenas de ruas alagadas da Zona Sul a Zona Oeste da capital fluminense. Desde a manhã, o Centro de Operações da Prefeitura do Rio alertava para o risco de chuvas de moderadas a forte por
toda cidade.

Goiás terá mais duas universidades
O Senado aprovou ontem a criação de duas universidades federais de Goiás, uma na cidade de Catalão e outra em Jataí. O projeto segue para sanção presidencial. As duas serão criadas a partir de estruturas da Universidade Federal de Goiás (UFG). A Universidades Federal de Catalão (UfCat) foi gerada a partir da aprovação do PLC 5/2018. Cursos, alunos e cargos da Regional Catalão da UFG serão automaticamente transferidos para a UfCat, assim como seu patrimônio. Já a criação da Universidade Federal de Jataí (UFJ) foi objeto do PLC 7/2018 e também estabelece que a transferência de cursos, alunos e cargos será automática. O câmpus da UFJ será constituído das atuais unidades acadêmicas de Riachuelo e Jatobá (Cidade Universitária José
Cruciano de Araújo).

Brasil registra 541 casos de febre amarela
O Brasil registrou neste ano 541 casos de febre amarela, com 163 mortes. O maior número de notificações está em Minas Gerais, estado que há 10 anos foi incluído na região de recomendação de vacina, mas, apesar disso, ainda apresenta uma grande parte da população desprotegida contra a doença. Cidades mineiras contabilizaram 264 ocorrências, com 77 óbitos. Em seguida está São Paulo, com 208 casos e 57 mortes. Já o Rio de Janeiro tem 72 pacientes com a infecção confirmada e 29 mortes. Apesar do avanço da doença, ainda é baixa a adesão da população às campanhas de vacinação. Dados preliminares mostram que apenas 25,2% do público-alvo foi imunizado
em Rio e São Paulo.

Roraima pede mais prazo para dívida
A governadora de Roraima, Suely Campos, pediu ontem ao ministro da Fazenda, Henrique Meirelles, a prorrogação do vencimento das dívidas do estado com a União. Segundo ela, Roraima passa por um momento delicado devido ao grande fluxo migratório de venezuelanos que estão deixando o país vizinho. Suley Campos disse que o governo atual já pagou quase R$ 700 milhões de uma dívida total que era de R$ 2 bilhões. Mensalmente, o estado
paga R$ 22 milhões ao governo federal.

Tags

Os comentários não representam a opinião do jornal e são de responsabilidade do autor. As mensagens estão sujeitas a moderação prévia antes da publicação