Mar arrasta banda e público em show

Mar arrasta banda e público em show

postado em 24/12/2018 00:00
 (foto: Reprodução)
(foto: Reprodução)

A popular banda indonésia Seventeen tocava a segunda música no resort Tanjung Lesung Beach, em Pandeglang, com vista para o vulcão Anak Krakatoa, quando foi surpreendida pela chegada de uma onda devastadora, por trás do palco. O vídeo que circula nas redes sociais mostra a avalanche de equipamentos sendo arrastados para, em seguida, a água avançar sobre o público. Há 19 anos junto, o grupo perdeu dois integrantes ; o baixista, Bani, e o empresário, Oki. Até o fechamento desta edição, o baterista Andi, o guitarrista Herman e o técnico de som Ujang não tinham sido localizados. ;Por favor, rezem para que encontremos minha mulher Dylan (Dylan Sahara) rapidamente;, pediu ao fãs o vocalista, Riefian Fajarsyah, em um vídeo publicado no Instagram.

Visivelmente emocionado, o cantor explicou, em lágrimas, que o restante do grupo está protegido, apesar de os músicos apresentarem ferimentos e fraturas. Ontem, em entrevista a uma rede de TV nacional, Fajarsyah disse que, antes de entender o que ocorria, ele se deu conta de que estava dentro do mar. Sem conseguir enxergar muita coisa no escuro, o cantor podia ouvir gritos de pânico ao redor e, vagamente, distinguia as mãos daqueles que tentavam boiar. O artista estimou em 10 o número de pessoas que estavam na mesma situação.

;Eu não achei que conseguiria chegar à areia. Eu realmente pensei que fosse morrer;, contou à TV. De repente, os barulhos ao redor do cantor cessaram. Fajarsyah acredita que as pessoas que estavam próximas a ele, no mar, se afogaram neste momento. O vocalista relatou que chegou a pensar em desistir, mas decidiu lutar para alcançar a costa. Durante o nado, rezava para sobreviver. Ele acabou atingido por uma caixa, que flutuava em meio às ondas, e conseguiu usá-la como apoio até se deparar com uma árvore. No trajeto, acredita ter visto entre 20 e 24 corpos.

Meia hora depois, a água tinha baixado e ele desceu da árvore. Coberto de arranhões e cortes, começou a procurar os integrantes da banda e a mulher. Na praia, encontrou o baixista Bani, apelido de Muhammad Awal Nurbani, sem vida. Em entrevista ao jornal britânico The Telegraph, por telefone, o empresário da banda afirmou crer que Dylan Sahara esteja viva. Fajarsyah teria escutado um relato da presença dela em uma clínica improvisada dentro de uma escola. Como o caminho até o local estava obstruído, não pôde confirmar a informação.

Tags

Os comentários não representam a opinião do jornal e são de responsabilidade do autor. As mensagens estão sujeitas a moderação prévia antes da publicação