Daniela Mercury comemora

Daniela Mercury comemora

Luiz Calcagno
postado em 24/05/2019 00:00
 (foto: Luiz Calcagno/CB/D.A Press
)
(foto: Luiz Calcagno/CB/D.A Press )


Enquanto um grupo pró-Jair Bolsonaro batia tambores contra a sessão do Supremo Tribunal Federal, a cantora Daniela Mercury acompanhava, do lado de dentro, o julgamento dos ministros sobre criminalização da homofobia. Ao lado da mulher, Malu Verçosa Mercury, a artista se emocionou em diversos momentos. Embora a sessão tenha sido interrompida e só retorne em 5 de junho, seis dos ministros já votaram pela criminalização, e o fim do expediente ocorreu em clima de comemoração. Grupos de drags, mães pela diversidade e vários presentes procuraram Daniela para abraçá-la. ;Hoje (ontem), a expectativa era muito grande por esses dois votos para que a gente conseguisse a vitória;, afirmou, em relação ao julgamento que teve início em fevereiro e foi retomado ontem.

A cantora disse ter sentido ansiedade quando ouviu boatos sobre os votos de Rosa Weber e Luiz Fux, que deram maioria para que a homofobia tenha o mesmo peso do crime de racismo na legislação. ;É uma sensação de que estava muito difícil conseguir isso. É uma angústia pela urgência da necessidade. Só quem sofre discriminação e só quem está acompanhando há tantos anos o sofrimento da comunidade, entende;, desabafou. ;Quantos jovens são colocados para fora de casa por conta disso, cotidianamente? Quantos jovens se suicidam? A expectativa de vida das trans é de 30 anos.;

Ela também lembrou a própria trajetória de luta por inclusão e direitos civis de LGBTs. Está casada há sete anos, e durante todo esse tempo militou pela causa e teve contato com muitas histórias. ;Demos palestras, participamos no mundo todo de evento, nos tornamos embaixadoras da Livres Iguais, primeira campanha da ONU (Organização das Nações Unidas) contra a homofobia;, contou. ;Isso tudo nos fez estar em contato contínuo com informações e dados que mostram muito sofrimento. A gente precisa educar a sociedade para mudar sua visão sobre a comunidade LGBT e a questão da diversidade sexual. Sem dúvida, ver isso acontecer na Suprema Corte do nosso país nos dá um orgulho gigantesco, uma sensação de que a gente é respeitado.;

;Sei o quanto é difícil a gente mudar a cultura pessoal e coletiva de um país, e vamos trabalhar nesse sentido;
Daniela Mercury, cantora


Tags

Os comentários não representam a opinião do jornal e são de responsabilidade do autor. As mensagens estão sujeitas a moderação prévia antes da publicação