Vacina é gratuita

Vacina é gratuita

* Estagiárias sob supervisão de José Carlos Vieira
postado em 24/05/2019 00:00
Após confirmação de surto de caxumba no Centro Educacional (Ced) 7 de Ceilândia, uma equipe de vacinação realizou, ontem, ação dentro da escola para vacinar todos os alunos, professores e funcionários. A estudante do Ced 7 Sabrina Maciel, 16 anos, relatou que sete alunos de sua turma estão sem comparecer às aulas. ;Meu amigo ficou seis dias sem vir e, quando voltou, ainda estava com o rosto bem inchado;, contou. A aluna, após a vacinação, ressaltou o medo que tem de contrair a doença. ;Falam que dói muito quando você está com caxumba, eu não quero sentir isso, por isso me vacinei;, disse. Sabrina advertiu para a necessidade de se tomar a vacina. ;Com um ato tão simples e rápido como vacinar, podemos evitar problemas incômodos como a caxumba, que atrapalha a rotina de quem contrai a doença;, finalizou.

A doutora Paula Lawall, referência técnica distrital de medicina de família, alertou para a importância da vacinação. ;A vacina, que é gratuita, vai conferir imunidade permanente para a pessoa que tomou, ou seja, quem tomar a vacina está imune à doença por toda a vida. As doenças virais não têm remédio específico, então a vacina é a única forma de prevenção;, disse Paula.

Nos casos em que a pessoa não tenha mais o cartão de vacina, deve-se procurar o quanto antes o posto mais próximo para realizar a revacinação. ;Quem não conhece a própria história vacinal, ou seja, aqueles que não têm o cartão e não sabem quais vacinas já tomaram, devem comparecer ao posto de saúde para tomar as doses de todas as vacinas e será fornecido um novo cartão;, avisou a doutora.





Tags

Os comentários não representam a opinião do jornal e são de responsabilidade do autor. As mensagens estão sujeitas a moderação prévia antes da publicação