Em casa, Inter bate o Furacão

Em casa, Inter bate o Furacão

Com gols de Valdívia e Paulão, Colorado gaúcho vence o Atlético-PR, por 2 x 0, no Beira-Rio

postado em 24/08/2015 00:00
 (foto: Edu Andrade/FatoPress
)
(foto: Edu Andrade/FatoPress )

Superior do início ao fim, o Internacional derrotou o Atlético-PR, por 2 x 0, ontem, no Beira-Rio. Mantendo o embalo sob o comando de Argel Furcks, o Colorado abriu o placar com Valdívia e ampliou com Paulão. Com o resultado negativo, o Furacão perdeu a oportunidade de se aproximar do G-4 e segue em oitavo lugar. O Inter chegou aos 28 pontos e passa a ocupar a 10; posição da tabela.

Logo aos três minutos de jogo, o Internacional abriu o marcador. Em cobrança de falta rápida, o argentino D;Alessandro fez grande lançamento para o meia-atacante Valdívia, que se livrou da marcação e chutou sem chances para o goleiro Weverton.

Com o gol, o Inter se animou e deixou o rival no sufoco com três boas chances de gol em menos de três minutos. Aos 8, o lateral Léo cruzou a bola para o atacante Eduardo Sasha, que chutou para o gol, para boa intervenção de Weverton. No minuto seguinte, o atacante Vitinho fez boa jogada e chutou cruzado, com nova defesa do goleiro do Atlético-PR. Segundos depois, o mesmo Vitinho deu passe para Valdívia, que só não marcou mais um, porque Weverton salvou mais uma vez.

A postura agressiva do Inter continuou dando trabalho para o Furacão, mas as chances do gaúcho diminuíram no fim. O primeiro chute a gol com maior perigo do clube paranaense só aconteceu aos 41 minutos. O meia Bruno Mota arriscou chute de longe, mas o goleiro Alisson defendeu com facilidade. Aos 47, o Atlético-PR teve sua melhor chance com o meia Nikão. Ele arriscou um chute forte de fora da área que passou por cima do travessão.

Na volta para o segundo tempo, o Internacional teve oportunidade de ampliar o placar com um pênalti que o zagueiro Kadu fez em Vitinho. Na cobrança, aos 7, Weverton defendeu o chute de D;Alessandro. Após a providencial intervenção do goleiro, o técnico Milton Mendes decidiu ousar: tirou o lateral-direito Bruno Pereirinha e colocou o atacante Walter. Ainda assim, o Internacional continuou perigoso.

Aos 17 minutos, Vitinho aproveitou o contra-ataque e quase marcou. Aos 20, Léo desperdiçou nova chance. Aos 23, após jogada de Eduardo Sasha, o chute foi desviado pela zaga atleticana e bateu na trave. De tanto pressionar, o segundo gol do Internacional chegou aos 24. Em cobrança de escanteio, Rodrigo Dourado desviou de cabeça para o zagueiro Paulão, que, sem marcação, chutou para o fundo das redes. O gol tranquilizou o Inter e desmotivou de vez os atleticanos.

Salvador do Furacão, evitando placar mais desastroso, o goleiro Weverton lamentou a atuação em Porto Alegre. ;O time tomou o gol cedo. Voltamos bem na segunda etapa, mas sofremos outro gol. Futebol é assim. Não fizemos e perdemos.;

FICHA

INTERNACIONAL 2 x 0 ATLÉTICO-PR

INTERNACIONAL
Alisson; Léo, Paulão, Ernando e Geferson; Rodrigo Dourado, Nilton, D;Alessandro (Rafael Moura) e Eduardo Sasha (Wellington); Valdívia e Vitinho (Alex)
Técnico: Argel Fucks

ATLÉTICO-PR
Weverton; Bruno Pereirinha (Walter), Gustavo, Kadu e Sidcley; Otávio, Hernani, Bruno Mota (Marcos Guilherme), Nikão e Douglas Coutinho (Ewandro); Cléo
Técnico: Milton Mendes

GOLS ; Valdívia e Paulão
CARTÕES AMARELOS - Léo (Internacional); Hernani, Gustavo e Kadu (Atlético-PR).
Público: 19.241 pagantes
Renda: R$ 463.150,00
Árbitro: Rafael Claus (Fifa/SP)

Tags

Os comentários não representam a opinião do jornal e são de responsabilidade do autor. As mensagens estão sujeitas a moderação prévia antes da publicação