Atlético-MG e Inter se classificam

Atlético-MG e Inter se classificam

postado em 22/02/2018 00:00
 (foto: Ricardo Duarte/Internacional

)
(foto: Ricardo Duarte/Internacional )



Foram mais de 600 minutos em branco, mas Leandro Damião deixou para encerrar seu longo jejum de gols em momento fundamental para o Internacional. Ontem, ele marcou pela primeira vez em 2018 e ajudou o time gaúcho a derrotar o Remo por 2 x 1, de virada, no Mangueirão, para avançar à terceira fase da Copa do Brasil. O outro gol foi de Edenílson. Felipe Marques abriu o placar.

Damião não marcava desde 6 de novembro do ano passado, mas foi fundamental para garantir a classificação do Inter, assim como D;Alessandro, maestro da equipe ontem.

Outro que avançou para a terceira fase do torneio foi o Atlético-MG. O Galo parece ter se encontrado em campo sob o comando interino do auxiliar Thiago Larghi e, ontem, goleou o Botafogo-PB por 4 x 0, no Estádio Almeidão, em João Pessoa. Depois da demissão de Oswaldo Oliveira, há 10 dias, a equipe perdeu em casa da Caldense, mas se recuperou com vitórias no clássico contra o América-MG e, agora, na Paraíba.

O adversário do Galo na próxima fase já está definido. Será o Figueirense, que, também ontem, derrotou o Oeste-SP por 2 x 1, no Estádio Orlando Scarpelli, em Florianópolis. O primeiro jogo será em Santa Catarina, provavelmente na próxima quarta-feira, e o segundo, no Independência, em 14 de março.

Em um jogo memorável na Arena da Baixada, com três viradas e nove gols no segundo tempo, o Atlético-PR também carimbou a vaga para terceira fase ao vencer o Tubarão-SC por 5 x 4.

Árbitro de vídeo
A CBF anunciou que abriu, ontem, o edital para a contratação de uma empresa que vai operar os recursos tecnológicos da arbitragem de vídeo (VAR). O recurso será implementado pela entidade nesta edição da Copa do Brasil, a partir das quartas de final.

Por meio de nota publicada em seu site, a CBF explicou que os participantes do processo terão até 5 de março para apresentar as propostas. A entidade ressaltou que poderá recorrer à empresa vencedora da concorrência para implementar a tecnologia em outros campeonatos, conforme prevê o Regulamento Geral das Competições (RGC) de 2018.

A CBF vem se preparando para introduzir a tecnologia desde que recebeu a autorização da Fifa, em 2016.




Tags

Os comentários não representam a opinião do jornal e são de responsabilidade do autor. As mensagens estão sujeitas a moderação prévia antes da publicação