Torcidas em bares e comitês

Torcidas em bares e comitês

postado em 03/09/2014 00:00

ISA STACCIARINI
MATHEUS TEIXEIRA

Enquanto os candidatos debatiam lado a lado as melhores propostas para o Distrito Federal no estúdio da TV Brasília, a militância dos partidos políticos estava reunida em comitês e bares da cidade na torcida pelos concorrentes ao Palácio do Buriti. A cada boa resposta dos postulantes, os apoiadores comemoravam como um gol. Empolgados, ao fim do encontro todos se sentiam vencedores e acreditavam que o confronto pode ter reflexo positivo nas próximas pesquisas de intenção de votos. Os encontros dos apoiadores foram no Plano Piloto e na Estrada Parque Taguatinga (EPTG). Nos locais, estavam militantes das chapas encabeçadas por José Roberto Arruda (PR), Agnelo Queiroz (PT), Rodrigo Rollemberg (PSB) e Toninho do PSol (PSol). Os militantes do PSDB, apoiadores de Luiz Pitiman, não se encontraram.


Em um bar da 115 Norte, nove militantes mostraram apoio a Toninho do PSol. O organizador do encontro, Fábio Félix, é candidato a deputado distrital pelo mesmo partido e estava empenhado em apoiar o postulante que, pela terceira vez, tenta a vaga de chefe do Executivo local. Com faixas e adesivos da legenda, o grupo aprovou a postura de Toninho na primeira resposta à pergunta do jornalista e editor-executivo do Correio Braziliense, Carlos Alexandre. ;Nos organizamos para assistir sempre juntos aos debates que envolvem o Toninho do Psol, a candidata a distrital Maninha e a presidenciável Luciana Genro;, destacou Félix.

Avaliação
A 408 Norte foi o local de concentração dos apoiadores de Rodrigo Rollemberg (PSB). Ao todo, 15 pessoas assistiram ao debate no subsolo de um bar. No início do segundo bloco, os militantes comemoraram a resposta do candidato ao concorrente Agnelo Queiroz. ;O Rollemberg tem tido um bom desempenho e está destoando dos demais representantes. Ele representa uma real mudança política de como ser sério e honesto;, avaliou o estudante Raphael Sebba, 23 anos.


No comitê do Partido Republicano (PR), legenda de José Roberto Arruda, na EPTG, o clima era de vitória entre os cerca de 80 militantes que se juntaram para assistir ao debate. O securitário Manuilson Martins, 48 anos, acompanhou todos os encontros entre os candidatos até agora. Para ele, ontem, mais uma vez, Arruda demonstrou que é o mais bem preparado para assumir o Palácio do Buriti. ;Brasília está largada, malcuidada. Ele tem de voltar ao governo para retomar as inúmeras obras que começou;, disse. O arquiteto Ivamar Júnior, 34 anos, também torce pela volta do concorrente do PR ao poder. Júnior acredita que o debate de ontem repercutirá pelo resto da semana e que pode ajudar Arruda a crescer nas pesquisas. ;Ficou evidente que ele é o que tem mais capacidade para chefiar o Executivo local;, afirmou.


Um grupo de 20 correligionários do atual governador e candidato à reeleição Agnelo Queiroz (PT) se encontrou em um bar, na Asa Norte, para acompanhar o debate. O estudante Vinícius de Sousa, 19, elogiou o desempenho do petista e também o formato do encontro. ;Do jeito que foi, com todos sentados, e frente a frente um do outro, eles estavam mais à vontade do que nas outras oportunidades. Talvez por isso tenha sido o debate em que eles se preocuparam mais em apresentar as propostas, que é o que o povo quer ouvir, do que criticar os adversários;, argumentou. A bióloga Andreia Xavier, 36, achou que Agnelo foi o candidato que teve mais clareza ao apresentar os projetos para o futuro de Brasília. ;Ele deixou claro o estado caótico em que pegou o DF e tudo o que fez pela cidade;, disse.

Tags

Os comentários não representam a opinião do jornal e são de responsabilidade do autor. As mensagens estão sujeitas a moderação prévia antes da publicação