Solidariedade em rede

Solidariedade em rede

Campanha nas redes sociais incentiva doação de sangue para o jovem Vinícius Parente. Amigos pedem a participação de pessoas com qualquer tipo sanguíneo

CAMILA COSTA
postado em 01/08/2016 00:00
 (foto: Arquivo Pessoal)
(foto: Arquivo Pessoal)



A solidariedade invadiu as redes sociais com a hashtag #ForçaVini, que faz parte de uma campanha para ajudar o social media Vinícius Nascimento Silva Parente, 24 anos. O rapaz está internado na Unidade de Tratamento Intensivo (UTI), em estado grave, desde 16 de julho, quando escorregou e caiu na cachoeira do Poço Azul, em Brazlândia. A queda foi de uma altura de 20 metros. Desde o dia do acidente, Vinícius perdeu muito sangue e precisou passar por diversas transfusões. A campanha é para incentivar as doações e repor os estoques de bolsa da Hemoclínica, na 716 Sul.

A iniciativa foi de amigos e colegas da Influenza Produções, empresa em que Vinícius trabalha como social media marketing há dois anos. A ideia tem dado certo. Em um prazo de 48 horas, 29 pessoas doaram sangue. ;É uma maneira de estimular a doação, algo superimportante, não só para o Vinícius, mas para alimentar o estoque de bolsas na Hemoclínica;, explica Pedro Batista, fundador da Influenza Produções.

Também nas redes, na página do Facebook de Vinícius, amigos têm deixado mensagens de apoio e de força. ;Estamos torcendo pela sua recuperação! Você é forte e vai sair dessa, Deus está contigo;, diz uma das postagens. Em outra, mais votos de saúde ao rapaz: ;Que você venha a sair dessa logo e que Deus esteja te protegendo sempre;. Para as pessoas que não puderem doar, Pedro convoca uma corrente de oração e boas energias, às 21h, todos os dias. ;É uma maneira de unir forças para ajudá-lo, cada um com a sua fé;, pede.

Segundo relato de testemunhas, Vinícius se desequilibrou ao tentar pegar o chinelo, que tinha caído na água, escorregou e despencou do alto da cachoeira. Com a queda, teve traumatismo craniano leve e fratura exposta no braço esquerdo. Atualmente, está com ventilador mecânico e sedado. A campanha vai até a próxima sexta-feira, 5 de agosto, e quem participar concorrerá a ingressos das festas da Influenza até o fim deste ano. Para fazer parte, quem for à Hemoclínica doar sangue em nome do Vinícius deverá postar uma foto do momento e usar a hashtag #ForçaVini. Também pode enviar o comprovante via inbox pelo Facebook da Influenza. Vale qualquer tipo sanguíneo.

Mesmo fora do período da campanha, os doadores podem procurar a Hemoclínica e a Fundação Hemocentro de Brasília, também no Plano Piloto (veja o quadro).



Outros acidentes
O Poço Azul é conhecido e frequentado por brasilienses e turistas de todo o país. Fica a 150 km de Brasília. O movimento é de quase 200 pessoas aos fins de semanas. No local, há duas nascentes que formam um poço em meio à mata nativa. A característica da água azul-cristalina é um atrativo. Porém, há algumas polêmicas, como a preservação e a segurança. O mau uso e a deterioração do poço fez, inclusive, o dono proibir a circulação de pessoas por lá.

Em maio deste ano, uma mulher de 25 anos caiu de bicicleta enquanto percorria uma trilha no Poço Azul. Precisou ser transportada pelo Corpo de Bombeiros ao Hospital Regional de Brazlândia. Há quatro anos, outra mulher morreu após cair de uma cachoeira que fica dentro do clube Morada dos Pássaros, no mesmo local. Tatiana de Carvalho, 36, fazia uma trilha com um grupo de familiares e amigos quando escorregou nas pedras e caiu de uma queda d;água de 15m de altura. Ela bateu a cabeça e morreu na hora.

Colaborou Luiz Calcagno




Para saber mais

Requisitos e condições para doar sangue

Gozar de boa saúde: a avaliação médica é feita na unidade de saúde;


Estar alimentado: é importante fazer uma boa refeição, de acordo com o horário em que for doar, e seguir as normas para não inviabilizar a doação. Pela manhã, é importante um bom café da manhã. Leite, no entanto, somente se for de soja ou desnatado, nada de suco de abacate, açaí ou jaca. Também não é recomendável a ingestão de manteiga, queijo, iogurte e outros alimentos gordurosos. Café, chá e pão com geleia são uma boa pedida. À tarde, doar duas horas após o almoço. Novamente, é importante evitar alimentos gordurosos e dar prioridade a carnes grelhadas, saladas, arroz e feijão;

Não estar usando medicamentos;

Ter entre 16 e 69 anos de idade (Pessoas com menos de 18 anos precisam do consentimento formal do responsável legal);

Pesar acima de 50 quilos;

Apresentar documento oficial com foto, em bom estado de conservação e dentro do prazo de validade. Pode ser carteira de identidade, carteira de trabalho, certificado de reservista, carteira nacional de habilitação, passaporte, carteira profissional emitida por classe ou carteira do doador da FHB.

Ter dormido pelo menos seis horas, com qualidade, na noite anterior à doação;

Não praticar exercícios físicos nas 12 horas anteriores à doação;

Não ingerir bebida alcoólica nas 12 horas anteriores à doação;

Não ter se submetido a endoscopia nos últimos seis meses;

Não ter feito tatuagem, piercing ou maquiagem definitiva há 12 meses;

Evitar fumar duas horas antes da doação.

Fonte: Fundação Hemocentro de Brasília



Onde doar

Hemoclínica

Local: 716 Sul, Conjunto B, Bloco 3, Térreo ; Centro Médico de Brasília
Funcionamento: de segunda a quinta, das 7h às 12h; sexta, das 7h às 16h; e sábado, das 7h30 às 11h30
Informações: 3346-9788

Fundação Hemocentro de Brasília Local: Setor Médico Hospitalar Norte, Quadra 3, Conjunto A, Bloco 3
Funcionamento: de segunda-feira a sábado, das 7h às 18h
Agendamento de doações:
Disque 160 ; opção 2
Informações: 3327-4424

Tags

Os comentários não representam a opinião do jornal e são de responsabilidade do autor. As mensagens estão sujeitas a moderação prévia antes da publicação