Caia na balada

Caia na balada

postado em 17/06/2016 00:00
 (foto: Duh Marinho/Divulgação)
(foto: Duh Marinho/Divulgação)




Baile funk carioca
depois de passar pelo Espírito Santo e por Santa Catarina, a festa Errejota chega ao Distrito Federal. O evento de estreia será amanhã, às 23h, na área externa do Ifly (ScesTc. 2). A primeira edição contará com o paredão da Furacão 2000, sob comando de Jonathan Costa (foto), e com os DJs João Brasil, Marcson Muller, Chicco Aquino e New Chicks on The Block nas picapes.

Pela segunda vez em Brasília neste ano, a Furacão 2000 traz o paredão de som que ficou famoso no fim dos anos 1990. ;É um paredão de som que embala levando o verdadeiro funk do Rio de Janeiro. O repertório musical e animar a galera ficam por minha conta. A gente traz o clássico do funk, aquela batida do tamborzão, todas as músicas que ficaram famosas na Furacão, e também as atuais;, explica Jonathan Costa, um dos sócios da Furacão 2000, que antes era mais conhecido como Jonathan da Nova Geração. A marca foi responsável por levar ao estrelato nomes como Valesca Popozuda, Naldo, Anitta e Os Hawaianos.

Além disso, a noite conta com o residente, o DJ Marcson Muller, que esteve recentemente na cidade na estreia da festa Tardezinha, e João Brasil, além dos DJs já conhecidos na cena brasiliense Chicco Aquino e New Chicks On The Block. Os ingressos custam R$ 80. Valor de meia-entrada, unissex e segundo lote. Sujeito a alteração. Pontos de venda: lojas Koni, Zimbrus e Bilheteria Digital. Não recomendado para menores de 18 anos. (Adriana Izel)

Duas perguntas
Jonathan Costa
Você se tornou conhecido primeiramente como cantor. Hoje não exerce maisa profissão?
Eu comecei a cantar aos 7 anos, quando fiz o meu primeiro sucess,o que era uma versão de uma canção famosa da Furacão 2000. Na época, eu tive que parar de cantar por conta da letra da música. Depois eu retomei como cantor para mostrar uma posição no Rio de Janeiro, cantei em alguns DVDs da Furacão. Mas nunca voltei efetivamente a ser cantor.

O que você faz hoje?
Com 18 anos comecei a administrar a Furacão 2000 ao lado do meu pai (Rômulo Costa). A gente trabalha muito com festa. O foco principal é a Furacão 2000, que é um selo muito forte e que por onde passa todo mundo conhece. Eu rodo o Brasil com duas festas e também voltei a fazer som como DJ e produtor musical, o que tem sido bem legal.


Na pista
A festa Beat Up traz grandes nomes da música eletrônica para apresentação hoje, às 22h, no Net Live Brasília (SHTN Tc. 2 Cj. 5 lt. A). O maior destaque da noite é o duo Tropkillaz, formado por André Laudz e Zé Gonzales, que se tornou famoso primeiro lá fora para depois ter uma grande repercussão no Brasil. Completam a lista de artistas o duo Simple Jack, composto por Conrado Moreno e Davi Arnez, Juru (Perde a Linha), Lui J (Laboratório), New Chicks on the Block, Janna (Boom Bap), Hugo Drop e Torch (Drop It Like It;s Hot). Entrada a R$ 50 (pista) e R$ 100 (camarote). Valores de meia-entrada. Pontos de venda: lojas Chilli Beans e bilheteria do Net Live. Não recomendado para menores de 16 anos.

Entre drags e funkeiros
A tradicional balada a fantasia da comunicação da UnB promove um encontro cara a cara com seu paquera na 41; edição da festa: Realize, cadê meu crush? As atrações que subirão ao palco Tinder amanhã, a partir das 23h no Clube de Engenharia de Brasília (ScesTc. 2) são sucessos nacionais. A drag rainha do open bar Pabllo Vittar dividirá o espaço com o grupo de funk carioca Dream Team do Passinho. Junto deles, a DJ baiana Carol Neves da BATEKOO vai trazer mais funk com muita representatividade junto das DJs Mamas (Pórry) e Carol Sterica (Sapabonde). No palco Happen, os brasilienses Renoo, Mike e Rapha Pacheco da festa Miga fecham o time. Ingressos: R$ 40 (segundo lote). Valores de meia-entrada. Não recomendado para menores de 18 anos.

Festa comemorativa
O aniversário do coletivo de DJs de Brasília Crazy Cake Crew será celebrado amanhã, às 23h, no Subsolo do Teatro Dulcina de Morais (Conic). A festa de comemoração será também o lançamento do novo selo musical do grupo, focado em techno e house music, e de duas novas festas de propõem ocupação de lugares públicos. O som ficará a cargo dos DJs Ahmed, Brooks e Rodrigo Gazola, integrantes do coletivo, e ainda Snoop (SP) e Allan Villar. Ingressos a R$ 25 (antecipado) e R$ 30 (até 1h). Valores de meia-entrada e sujeito a alteração após a 1h. Não recomendado para menores de 18 anos.

São-joão da Odara
A festa paulista Odara retorna à capital, desta vez com uma edição em homenagem ao mês de junho. É a versão especial em tributo ao Rei do Baião, Luiz Gonzaga, que será hoje, às 23h, no Flutuante Laguna (Sces Tc. 2). O artista será relembrado nos sets dos residentes Johnny Harp e Rodrigo Faria. Ingressos a R$ 20 (primeiro lote), R$ 30 (segundo lote) e R$ 45 (terceiro lote). Valores de meia-entrada. Não recomendado para menores de 18 anos.
Outros agitos


Hoje, às 23h30, a boate Q5 Club (Gilberto Salomão) terá a presença do projeto Constantine, formado pelos DJs Miro Jr. e Bruno Sousa, que ficou conhecido pelo hit Eyes. Completam a noite Sony e Cassiano Yoshimine. Entrada a R$ 40 (mulheres) e R$ 80 (homens). Valores de meia-entrada. Não recomendado para menores de 18 anos. Amanhã, às 21h, tem a segunda edição do festival Rock sem fronteiras no bangalô da AABB (Sces Tc. 2, cj. 16/17). O evento terá shows dos grupos Trampa, ETNO, Helbenders e Bullet Bane. Entrada a R$ 25 (primeiro lote) e R$ 35 (segundo lote). Valores de meia-entrada. Não recomendado para menores de 16 anos.



Tags

Os comentários não representam a opinião do jornal e são de responsabilidade do autor. As mensagens estão sujeitas a moderação prévia antes da publicação